Registe-se grátis
Nome País
Apelidos Código Postal
E-mail Profissão
Palavra-chave
Repetir palavra-chave
Especialidade
   
Enviar dados significa que está de acordo com a Política de Privacidade de SIMPOSIUM/UBM Medica Portugal e que foi devidamente informado.
Reenviar a palavra-passe!
  • Introduza o endereço de e-mail com que se registou em Simposium.pt, e enviaremos de imediato uma nova palavra-passe.
   
    
    

Interacções Medicamentosas

A aguardar nova pesquisa...

Análise de interacções

Evitar associação Evitar associação
Precaução na associação Precaução na associação
Risco MínimoRisco Mínimo
Encontrámos 261 interacções para varfarina sodica

Interacções

Evitar associação VARFARINA SÓDICA - ABCIXIMAB

Mecanismo de acção: A associação com qualquer medicamento com propriedades anticoagulantes aumenta o risco de hemorragia.

Gravidade: Evitar associação
Conselho: Não se recomenda esta associação.

Evitar associação VARFARINA SÓDICA - ACEPONATO DE METILPREDNISOLONA

Mecanismo de acção: A administração de corticosteróides e anticoagulantes orais pode alterar num sentido imprevisível o efeito dos anticoagulantes. Foi possível demonstrar o efeito procoagulante dos corticosteróides, e por outro lado o efeito ulcerogénico dos corticosteróides, pode aumentar o risco de hemorragia gástrica.

Gravidade: Evitar associação
Conselho: Recomenda-se evitar a administração conjunta, perante o risco de hemorragias ou perca de eficácia dos anticoagulantes.

Evitar associação VARFARINA SÓDICA - ALTEPLASE

Mecanismo de acção: Aumento do risco de hemorragia.

Gravidade: Evitar associação
Conselho: Deve evitar-se o uso simultâneo destes fármacos.

Evitar associação VARFARINA SÓDICA - BETAMETASONA

Mecanismo de acção: A administração de corticosteróides e anticoagulantes orais pode alterar num sentido imprevisível o efeito dos anticoagulantes. Foi possível demonstrar o efeito procoagulante dos corticosteróides, e por outro lado o efeito ulcerogénico dos corticosteróides, pode aumentar o risco de hemorragia gástrica.

Gravidade: Evitar associação
Conselho: Recomenda-se evitar a administração conjunta, perante o risco de hemorragias ou perca de eficácia dos anticoagulantes.

Evitar associação VARFARINA SÓDICA - BETAMETASONA, ACETATO

Mecanismo de acção: A administração de corticosteróides e anticoagulantes orais pode alterar num sentido imprevisível o efeito dos anticoagulantes. Foi possível demonstrar o efeito procoagulante dos corticosteróides, e por outro lado o efeito ulcerogénico dos corticosteróides, pode aumentar o risco de hemorragia gástrica.

Gravidade: Evitar associação
Conselho: Recomenda-se evitar a administração conjunta, perante o risco de hemorragias ou perca de eficácia dos anticoagulantes.

Evitar associação VARFARINA SÓDICA - BETAMETASONA, DIPROPIONATO

Mecanismo de acção: A administração de corticosteróides e anticoagulantes orais pode alterar num sentido imprevisível o efeito dos anticoagulantes. Foi possível demonstrar o efeito procoagulante dos corticosteróides, e por outro lado o efeito ulcerogénico dos corticosteróides, pode aumentar o risco de hemorragia gástrica.

Gravidade: Evitar associação
Conselho: Recomenda-se evitar a administração conjunta, perante o risco de hemorragias ou perca de eficácia dos anticoagulantes.

Evitar associação VARFARINA SÓDICA - BETAMETASONA, FOSFATO SÓDICO

Mecanismo de acção: A administração de corticosteróides e anticoagulantes orais pode alterar num sentido imprevisível o efeito dos anticoagulantes. Foi possível demonstrar o efeito procoagulante dos corticosteróides, e por outro lado o efeito ulcerogénico dos corticosteróides, pode aumentar o risco de hemorragia gástrica.

Gravidade: Evitar associação
Conselho: Recomenda-se evitar a administração conjunta, perante o risco de hemorragias ou perca de eficácia dos anticoagulantes.

Evitar associação VARFARINA SÓDICA - BETAMETASONA, VALERATO

Mecanismo de acção: A administração de corticosteróides e anticoagulantes orais pode alterar num sentido imprevisível o efeito dos anticoagulantes. Foi possível demonstrar o efeito procoagulante dos corticosteróides, e por outro lado o efeito ulcerogénico dos corticosteróides, pode aumentar o risco de hemorragia gástrica.

Gravidade: Evitar associação
Conselho: Recomenda-se evitar a administração conjunta, perante o risco de hemorragias ou perca de eficácia dos anticoagulantes.

Evitar associação VARFARINA SÓDICA - BEZAFIBRATO

Mecanismo de acção: Os fibratos aumentam o efeito dos anti-coagulantes orais podendo aumentar o risco de hemorragias.

Gravidade: Evitar associação
Conselho: Recomenda-se uma redução da dose de anticoagulantes em cerca de um terço no início do tratamento, sendo depois ajustado gradualmente, se necessário, de acordo com a monitorização INR. Portanto esta associação não é aconselhada.

Evitar associação VARFARINA SÓDICA - CIPROFIBRATO

Mecanismo de acção: Os fibratos aumentam o efeito dos anti-coagulantes orais podendo aumentar o risco de hemorragias.

Gravidade: Evitar associação
Conselho: Recomenda-se uma redução da dose de anticoagulantes em cerca de um terço no início do tratamento, sendo depois ajustado gradualmente, se necessário, de acordo com a monitorização INR. Portanto esta associação não é aconselhada.

Evitar associação VARFARINA SÓDICA - CLOPIDOGREL

Mecanismo de acção: A associação com qualquer medicamento com propriedades anticoagulantes aumenta o risco de hemorragia.

Gravidade: Evitar associação
Conselho: Não se recomenda esta associação.

Evitar associação VARFARINA SÓDICA - CLOPIDOGREL, BESILATO

Mecanismo de acção: A associação com qualquer medicamento com propriedades anticoagulantes aumenta o risco de hemorragia.

Gravidade: Evitar associação
Conselho: Não se recomenda esta associação.

Evitar associação VARFARINA SÓDICA - CLOPIDOGREL, CLORIDRATO

Mecanismo de acção: A associação com qualquer medicamento com propriedades anticoagulantes aumenta o risco de hemorragia.

Gravidade: Evitar associação
Conselho: Não se recomenda esta associação.

Evitar associação VARFARINA SÓDICA - CLOPIDOGREL, HIDROGENOSSULFATO

Mecanismo de acção: A associação com qualquer medicamento com propriedades anticoagulantes aumenta o risco de hemorragia.

Gravidade: Evitar associação
Conselho: Não se recomenda esta associação.

Evitar associação VARFARINA SÓDICA - DEFLAZACORTE

Mecanismo de acção: A administração de corticosteróides e anticoagulantes orais pode alterar num sentido imprevisível o efeito dos anticoagulantes. Foi possível demonstrar o efeito procoagulante dos corticosteróides, e por outro lado o efeito ulcerogénico dos corticosteróides, pode aumentar o risco de hemorragia gástrica.

Gravidade: Evitar associação
Conselho: Recomenda-se evitar a administração conjunta, perante o risco de hemorragias ou perca de eficácia dos anticoagulantes.

Evitar associação VARFARINA SÓDICA - DEXAMETASONA

Mecanismo de acção: A administração de corticosteróides e anticoagulantes orais pode alterar num sentido imprevisível o efeito dos anticoagulantes. Foi possível demonstrar o efeito procoagulante dos corticosteróides, e por outro lado o efeito ulcerogénico dos corticosteróides, pode aumentar o risco de hemorragia gástrica.

Gravidade: Evitar associação
Conselho: Recomenda-se evitar a administração conjunta, perante o risco de hemorragias ou perca de eficácia dos anticoagulantes.

Evitar associação VARFARINA SÓDICA - DEXAMETASONA, ACETATO

Mecanismo de acção: A administração de corticosteróides e anticoagulantes orais pode alterar num sentido imprevisível o efeito dos anticoagulantes. Foi possível demonstrar o efeito procoagulante dos corticosteróides, e por outro lado o efeito ulcerogénico dos corticosteróides, pode aumentar o risco de hemorragia gástrica.

Gravidade: Evitar associação
Conselho: Recomenda-se evitar a administração conjunta, perante o risco de hemorragias ou perca de eficácia dos anticoagulantes.

Evitar associação VARFARINA SÓDICA - DEXAMETASONA, FOSFATO SÓDICO

Mecanismo de acção: A administração de corticosteróides e anticoagulantes orais pode alterar num sentido imprevisível o efeito dos anticoagulantes. Foi possível demonstrar o efeito procoagulante dos corticosteróides, e por outro lado o efeito ulcerogénico dos corticosteróides, pode aumentar o risco de hemorragia gástrica.

Gravidade: Evitar associação
Conselho: Recomenda-se evitar a administração conjunta, perante o risco de hemorragias ou perca de eficácia dos anticoagulantes.

Evitar associação VARFARINA SÓDICA - DEXAMETASONA, METASULFOBENZOATO SÓDICO

Mecanismo de acção: A administração de corticosteróides e anticoagulantes orais pode alterar num sentido imprevisível o efeito dos anticoagulantes. Foi possível demonstrar o efeito procoagulante dos corticosteróides, e por outro lado o efeito ulcerogénico dos corticosteróides, pode aumentar o risco de hemorragia gástrica.

Gravidade: Evitar associação
Conselho: Recomenda-se evitar a administração conjunta, perante o risco de hemorragias ou perca de eficácia dos anticoagulantes.

Evitar associação VARFARINA SÓDICA - DEXAMETASONA, VALERATO

Mecanismo de acção: A administração de corticosteróides e anticoagulantes orais pode alterar num sentido imprevisível o efeito dos anticoagulantes. Foi possível demonstrar o efeito procoagulante dos corticosteróides, e por outro lado o efeito ulcerogénico dos corticosteróides, pode aumentar o risco de hemorragia gástrica.

Gravidade: Evitar associação
Conselho: Recomenda-se evitar a administração conjunta, perante o risco de hemorragias ou perca de eficácia dos anticoagulantes.

Evitar associação VARFARINA SÓDICA - DIPIRIDAMOL

Mecanismo de acção: A associação com qualquer medicamento com propriedades anticoagulantes aumenta o risco de hemorragia.

Gravidade: Evitar associação
Conselho: Não se recomenda esta associação.

Evitar associação VARFARINA SÓDICA - ENOXAPARINA

Mecanismo de acção: A administração concomitante de medicamentos que afectam a homeostase, tais como o Ácido acetilsalicílico, antagonistas da vitamina K e dextrano, aumentam o risco de ocorência de hemorragias.

Gravidade: Evitar associação
Conselho: Recomenda-se evitar a associação.

Evitar associação VARFARINA SÓDICA - ENOXAPARINA SÓDICA

Mecanismo de acção: A administração concomitante de medicamentos que afectam a homeostase, tais como o Ácido acetilsalicílico, antagonistas da vitamina K e dextrano, aumentam o risco de ocorência de hemorragias.

Gravidade: Evitar associação
Conselho: Recomenda-se evitar a associação.

Evitar associação VARFARINA SÓDICA - FENOFIBRATO

Mecanismo de acção: Os fibratos aumentam o efeito dos anti-coagulantes orais podendo aumentar o risco de hemorragias.

Gravidade: Evitar associação
Conselho: Recomenda-se uma redução da dose de anticoagulantes em cerca de um terço no início do tratamento, sendo depois ajustado gradualmente, se necessário, de acordo com a monitorização INR. Portanto esta associação não é aconselhada.

Evitar associação VARFARINA SÓDICA - FENOFIBRATO MICRONIZADO

Mecanismo de acção: Os fibratos aumentam o efeito dos anti-coagulantes orais podendo aumentar o risco de hemorragias.

Gravidade: Evitar associação
Conselho: Recomenda-se uma redução da dose de anticoagulantes em cerca de um terço no início do tratamento, sendo depois ajustado gradualmente, se necessário, de acordo com a monitorização INR. Portanto esta associação não é aconselhada.

Evitar associação VARFARINA SÓDICA - FITOMENADIONA

Mecanismo de acção: A Fitomenadiona não deve ser associada com anticoagulantes orais antivitamina K. Os anticoagulantes orais competem com o aporte normal de vitamina K no intestino, reduzindo a síntese hepática dos factores de coagulação. Caso a ingestão de vitamina K aumente a síntese dos factores de coagulação começa a normalizar, como consequência o TP começa a diminuir face aos valores normais.

Gravidade: Evitar associação
Conselho: Evitar esta associação.

Evitar associação VARFARINA SÓDICA - GEMFIBROZIL

Mecanismo de acção: Os fibratos aumentam o efeito dos anti-coagulantes orais podendo aumentar o risco de hemorragias.

Gravidade: Evitar associação
Conselho: Recomenda-se uma redução da dose de anticoagulantes em cerca de um terço no início do tratamento, sendo depois ajustado gradualmente, se necessário, de acordo com a monitorização INR. Portanto esta associação não é aconselhada.

Evitar associação VARFARINA SÓDICA - HEPARINA

Mecanismo de acção: A administração concomitante de medicamentos que afectam a homeostase, tais como o Ácido acetilsalicílico, antagonistas da vitamina K e dextrano, aumentam o risco de ocorência de hemorragias.

Gravidade: Evitar associação
Conselho: Recomenda-se evitar a associação.

Evitar associação VARFARINA SÓDICA - HEPARINA SÓDICA

Mecanismo de acção: A administração concomitante de medicamentos que afectam a homeostase, tais como o Ácido acetilsalicílico, antagonistas da vitamina K e dextrano, aumentam o risco de ocorência de hemorragias.

Gravidade: Evitar associação
Conselho: Recomenda-se evitar a associação.

Evitar associação VARFARINA SÓDICA - ILOPROST

Mecanismo de acção: A associação com qualquer medicamento com propriedades anticoagulantes aumenta o risco de hemorragia.

Gravidade: Evitar associação
Conselho: Não se recomenda esta associação.

Evitar associação VARFARINA SÓDICA - ILOPROST, TROMETAMOL

Mecanismo de acção: A associação com qualquer medicamento com propriedades anticoagulantes aumenta o risco de hemorragia.

Gravidade: Evitar associação
Conselho: Não se recomenda esta associação.

Evitar associação VARFARINA SÓDICA - METILPREDNISOLONA

Mecanismo de acção: A administração de corticosteróides e anticoagulantes orais pode alterar num sentido imprevisível o efeito dos anticoagulantes. Foi possível demonstrar o efeito procoagulante dos corticosteróides, e por outro lado o efeito ulcerogénico dos corticosteróides, pode aumentar o risco de hemorragia gástrica.

Gravidade: Evitar associação
Conselho: Recomenda-se evitar a administração conjunta, perante o risco de hemorragias ou perca de eficácia dos anticoagulantes.

Evitar associação VARFARINA SÓDICA - METILPREDNISOLONA, ACETATO

Mecanismo de acção: A administração de corticosteróides e anticoagulantes orais pode alterar num sentido imprevisível o efeito dos anticoagulantes. Foi possível demonstrar o efeito procoagulante dos corticosteróides, e por outro lado o efeito ulcerogénico dos corticosteróides, pode aumentar o risco de hemorragia gástrica.

Gravidade: Evitar associação
Conselho: Recomenda-se evitar a administração conjunta, perante o risco de hemorragias ou perca de eficácia dos anticoagulantes.

Evitar associação VARFARINA SÓDICA - METILPREDNISOLONA, SUCCINATO SÓDICO

Mecanismo de acção: A administração de corticosteróides e anticoagulantes orais pode alterar num sentido imprevisível o efeito dos anticoagulantes. Foi possível demonstrar o efeito procoagulante dos corticosteróides, e por outro lado o efeito ulcerogénico dos corticosteróides, pode aumentar o risco de hemorragia gástrica.

Gravidade: Evitar associação
Conselho: Recomenda-se evitar a administração conjunta, perante o risco de hemorragias ou perca de eficácia dos anticoagulantes.

Evitar associação VARFARINA SÓDICA - METRONIDAZOL

Mecanismo de acção: Aumento do efeito das antivitaminas K por inibição enzimática. O inibidor bloqueia a biotransformação enzimática da antivitamina K. A interação foi descrita para a Varfarina.

Gravidade: Evitar associação
Conselho: Se for necessário fazer a associação deverá vigiar-se o INR e/ou o TP no início do tratamento pelo Nitroimidazol e durante e depois dele. Ajustar a posologia em conformidade.

Evitar associação VARFARINA SÓDICA - NADROPARINA

Mecanismo de acção: A administração concomitante de medicamentos que afectam a homeostase, tais como o Ácido acetilsalicílico, antagonistas da vitamina K e dextrano, aumentam o risco de ocorência de hemorragias.

Gravidade: Evitar associação
Conselho: Recomenda-se evitar a associação.

Evitar associação VARFARINA SÓDICA - NADROPARINA CÁLCICA

Mecanismo de acção: A administração concomitante de medicamentos que afectam a homeostase, tais como o Ácido acetilsalicílico, antagonistas da vitamina K e dextrano, aumentam o risco de ocorência de hemorragias.

Gravidade: Evitar associação
Conselho: Recomenda-se evitar a associação.

Evitar associação VARFARINA SÓDICA - NEVIRAPINA

Mecanismo de acção: A interação entre a Nevirapina e o agente trombolítico Varfarina é complexa, com possibilidade de aumento ou diminuição do tempo de coagulação quando se administram os dois fármacos em simultâneo.

Gravidade: Evitar associação
Conselho: Recomenda-se uma monitorização apertada dos níveis de anticoagulação.

Evitar associação VARFARINA SÓDICA - PREDNISOLONA

Mecanismo de acção: A administração de corticosteróides e anticoagulantes orais pode alterar num sentido imprevisível o efeito dos anticoagulantes. Foi possível demonstrar o efeito procoagulante dos corticosteróides, e por outro lado o efeito ulcerogénico dos corticosteróides, pode aumentar o risco de hemorragia gástrica.

Gravidade: Evitar associação
Conselho: Recomenda-se evitar a administração conjunta, perante o risco de hemorragias ou perca de eficácia dos anticoagulantes.

Evitar associação VARFARINA SÓDICA - PREDNISOLONA, ACETATO

Mecanismo de acção: A administração de corticosteróides e anticoagulantes orais pode alterar num sentido imprevisível o efeito dos anticoagulantes. Foi possível demonstrar o efeito procoagulante dos corticosteróides, e por outro lado o efeito ulcerogénico dos corticosteróides, pode aumentar o risco de hemorragia gástrica.

Gravidade: Evitar associação
Conselho: Recomenda-se evitar a administração conjunta, perante o risco de hemorragias ou perca de eficácia dos anticoagulantes.

Evitar associação VARFARINA SÓDICA - PREDNISOLONA, CAPROATO

Mecanismo de acção: A administração de corticosteróides e anticoagulantes orais pode alterar num sentido imprevisível o efeito dos anticoagulantes. Foi possível demonstrar o efeito procoagulante dos corticosteróides, e por outro lado o efeito ulcerogénico dos corticosteróides, pode aumentar o risco de hemorragia gástrica.

Gravidade: Evitar associação
Conselho: Recomenda-se evitar a administração conjunta, perante o risco de hemorragias ou perca de eficácia dos anticoagulantes.

Evitar associação VARFARINA SÓDICA - PREDNISOLONA, FOSFATO SÓDICO

Mecanismo de acção: A administração de corticosteróides e anticoagulantes orais pode alterar num sentido imprevisível o efeito dos anticoagulantes. Foi possível demonstrar o efeito procoagulante dos corticosteróides, e por outro lado o efeito ulcerogénico dos corticosteróides, pode aumentar o risco de hemorragia gástrica.

Gravidade: Evitar associação
Conselho: Recomenda-se evitar a administração conjunta, perante o risco de hemorragias ou perca de eficácia dos anticoagulantes.

Evitar associação VARFARINA SÓDICA - PREDNISOLONA, SUCCINATO SÓDICO

Mecanismo de acção: A administração de corticosteróides e anticoagulantes orais pode alterar num sentido imprevisível o efeito dos anticoagulantes. Foi possível demonstrar o efeito procoagulante dos corticosteróides, e por outro lado o efeito ulcerogénico dos corticosteróides, pode aumentar o risco de hemorragia gástrica.

Gravidade: Evitar associação
Conselho: Recomenda-se evitar a administração conjunta, perante o risco de hemorragias ou perca de eficácia dos anticoagulantes.

Evitar associação VARFARINA SÓDICA - PREDNISONA

Mecanismo de acção: A administração de corticosteróides e anticoagulantes orais pode alterar num sentido imprevisível o efeito dos anticoagulantes. Foi possível demonstrar o efeito procoagulante dos corticosteróides, e por outro lado o efeito ulcerogénico dos corticosteróides, pode aumentar o risco de hemorragia gástrica.

Gravidade: Evitar associação
Conselho: Recomenda-se evitar a administração conjunta, perante o risco de hemorragias ou perca de eficácia dos anticoagulantes.

Evitar associação VARFARINA SÓDICA - RETEPLASE

Mecanismo de acção: Aumento do risco de hemorragia.

Gravidade: Evitar associação
Conselho: Deve evitar-se o uso simultâneo destes fármacos.

Evitar associação VARFARINA SÓDICA - SULFAMETOXAZOL

Mecanismo de acção: Em virtude da sua forte afinidade para as proteínas, o produto associado pode deslocar os anticoagulantes, em particular a Varfarina, das suas ligações às proteínas plasmáticas, aumentando o risco de hemorragia. O mecanismo é de facto desconhecido podendo igualmente tratar-se de uma redução da síntese intestinal da vitamina K pelas sulonamidas.

Gravidade: Evitar associação
Conselho: Vigiar o TP ou o INR e ajustar a posologia.

Evitar associação VARFARINA SÓDICA - TENECTEPLASE

Mecanismo de acção: Aumento do risco de hemorragia.

Gravidade: Evitar associação
Conselho: Deve evitar-se o uso simultâneo destes fármacos.

Evitar associação VARFARINA SÓDICA - TICLOPIDINA

Mecanismo de acção: A associação com qualquer medicamento com propriedades anticoagulantes aumenta o risco de hemorragia.

Gravidade: Evitar associação
Conselho: Não se recomenda esta associação.

Evitar associação VARFARINA SÓDICA - TICLOPIDINA, CLORIDRATO

Mecanismo de acção: A associação com qualquer medicamento com propriedades anticoagulantes aumenta o risco de hemorragia.

Gravidade: Evitar associação
Conselho: Não se recomenda esta associação.

Evitar associação VARFARINA SÓDICA - TINZAPARINA SÓDICA

Mecanismo de acção: A administração concomitante de medicamentos que afectam a homeostase, tais como o Ácido acetilsalicílico, antagonistas da vitamina K e dextrano, aumentam o risco de ocorência de hemorragias.

Gravidade: Evitar associação
Conselho: Recomenda-se evitar a associação.

Evitar associação VARFARINA SÓDICA - TIROFIBANO

Mecanismo de acção: A associação com qualquer medicamento com propriedades anticoagulantes aumenta o risco de hemorragia.

Gravidade: Evitar associação
Conselho: Não se recomenda esta associação.

Evitar associação VARFARINA SÓDICA - TIROFIBANO, CLORIDRATO MONO-HIDRATADO

Mecanismo de acção: A associação com qualquer medicamento com propriedades anticoagulantes aumenta o risco de hemorragia.

Gravidade: Evitar associação
Conselho: Não se recomenda esta associação.

Evitar associação VARFARINA SÓDICA - TRIAMCINOLONA

Mecanismo de acção: A administração de corticosteróides e anticoagulantes orais pode alterar num sentido imprevisível o efeito dos anticoagulantes. Foi possível demonstrar o efeito procoagulante dos corticosteróides, e por outro lado o efeito ulcerogénico dos corticosteróides, pode aumentar o risco de hemorragia gástrica.

Gravidade: Evitar associação
Conselho: Recomenda-se evitar a administração conjunta, perante o risco de hemorragias ou perca de eficácia dos anticoagulantes.

Evitar associação VARFARINA SÓDICA - TRIAMCINOLONA, ACETONIDO

Mecanismo de acção: A administração de corticosteróides e anticoagulantes orais pode alterar num sentido imprevisível o efeito dos anticoagulantes. Foi possível demonstrar o efeito procoagulante dos corticosteróides, e por outro lado o efeito ulcerogénico dos corticosteróides, pode aumentar o risco de hemorragia gástrica.

Gravidade: Evitar associação
Conselho: Recomenda-se evitar a administração conjunta, perante o risco de hemorragias ou perca de eficácia dos anticoagulantes.

Evitar associação VARFARINA SÓDICA - TRIFLUSAL

Mecanismo de acção: A associação com qualquer medicamento com propriedades anticoagulantes aumenta o risco de hemorragia.

Gravidade: Evitar associação
Conselho: Não se recomenda esta associação.

Evitar associação VARFARINA SÓDICA - VITAMINA K

Mecanismo de acção: A Fitomenadiona não deve ser associada com anticoagulantes orais antivitamina K. Os anticoagulantes orais competem com o aporte normal de vitamina K no intestino, reduzindo a síntese hepática dos factores de coagulação. Caso a ingestão de vitamina K aumente a síntese dos factores de coagulação começa a normalizar, como consequência o TP começa a diminuir face aos valores normais.

Gravidade: Evitar associação
Conselho: Evitar esta associação.

Precaução na associação VARFARINA SÓDICA - ACECLOFENAC

Mecanismo de acção: A administração de anticoagulantes orais com AINEs pode potenciar o efeito hemorrágico dos mesmos. Esta ação poderá dever-se à deslocação dos anticoagulantes da sua ligação às proteínas plasmáticas ou pelo facto dos AINEs serem agressivos para a mucosa gástrica aumentando o potencial hemorrágico.

Gravidade: Precaução na associação
Conselho: Deve evitar-se a administração dos anti-inflamatórios não esteróides com derivados cumarinícos.

Precaução na associação VARFARINA SÓDICA - ACETILSALICILATO DE LISINA

Mecanismo de acção: A administração de anticoagulantes orais com AINEs pode potenciar o efeito hemorrágico dos mesmos. Esta ação poderá dever-se à deslocação dos anticoagulantes da sua ligação às proteínas plasmáticas ou pelo facto dos AINEs serem agressivos para a mucosa gástrica aumentando o potencial hemorrágico.

Gravidade: Precaução na associação
Conselho: Deve evitar-se a administração dos anti-inflamatórios não esteróides com derivados cumarinícos.

Precaução na associação VARFARINA SÓDICA - ÁCIDO ACETILSALICÍLICO

Mecanismo de acção: A administração de anticoagulantes orais com AINEs pode potenciar o efeito hemorrágico dos mesmos. Esta ação poderá dever-se à deslocação dos anticoagulantes da sua ligação às proteínas plasmáticas ou pelo facto dos AINEs serem agressivos para a mucosa gástrica aumentando o potencial hemorrágico.

Gravidade: Precaução na associação
Conselho: Deve evitar-se a administração dos anti-inflamatórios não esteróides com derivados cumarinícos.

Precaução na associação VARFARINA SÓDICA - ÁCIDO ASCÓRBICO

Mecanismo de acção: A administração de doses elevadas de vitamina C pode originar diarreia, pelo que a absorção da Varfarina pode estar diminuída.

Gravidade: Precaução na associação
Conselho: Sugere-se controlar a atividade anticoagulante.

Precaução na associação VARFARINA SÓDICA - ÁCIDO FUSÍDICO

Mecanismo de acção: A administração sistémica e concomitante do Ácido Fusídico com anticoagulantes orais (Varfarina e Acenocumarol) pode originar um aumento da concentração sérica destes fármacos, desenvolvendo o efeito anticoagulante. O mecanismo desta suposta interação permanece desconhecido.

Gravidade: Precaução na associação
Conselho: Vigiar o paciente e proceder ao ajuste da dose de anticoagulante oral de modo a manter o nível desejado de anticoagulação.

Precaução na associação VARFARINA SÓDICA - ÁCIDO MEFENÂMICO

Mecanismo de acção: A administração de anticoagulantes orais com AINEs pode potenciar o efeito hemorrágico dos mesmos. Esta ação poderá dever-se à deslocação dos anticoagulantes da sua ligação às proteínas plasmáticas ou pelo facto dos AINEs serem agressivos para a mucosa gástrica aumentando o potencial hemorrágico.

Gravidade: Precaução na associação
Conselho: Deve evitar-se a administração dos anti-inflamatórios não esteróides com derivados cumarinícos.

Precaução na associação VARFARINA SÓDICA - ÁCIDO QUENODESOXICÓLICO

Mecanismo de acção: O ácido quenodesoxicólico devido à sua hepatoxicidade, pode afectar a farmacodinamia dos derivados cumarínicos. A administração concomitante com anticoagulantes orais cumarínicos pode resultar num aumento de tempo de protrombina e em hemorragias.

Gravidade: Precaução na associação
Conselho: Pacientes que tenham de receber derivados cumarínicos e este fármaco simultaneamente, deverão ser cuidadosamente controlados de forma a ajustar a dose de anticoagulantes em função dos valores do tempo de protrombina observado.

Precaução na associação VARFARINA SÓDICA - ALFA-TOCOFEROL

Mecanismo de acção: A utilização simultânea de varfarina e vitamina E pode resultar num aumento do risco de hemorragia.

Gravidade: Precaução na associação
Conselho: Monitorizar os valores de INR. Ajustes na dose da varfarina podem ser necessários a fim de manter o efeito de anticoagulação desejável.

Precaução na associação VARFARINA SÓDICA - ALFA-TOCOFEROL, ACETATO

Mecanismo de acção: A utilização simultânea de varfarina e vitamina E pode resultar num aumento do risco de hemorragia.

Gravidade: Precaução na associação
Conselho: Monitorizar os valores de INR. Ajustes na dose da varfarina podem ser necessários a fim de manter o efeito de anticoagulação desejável.

Precaução na associação VARFARINA SÓDICA - ALOPURINOL

Mecanismo de acção: Aumento da semi-vida do anticoagulante por inibição do seu metabolismo hepático. Trata-se de uma interferência de tipo farmacocinético a nível do metabolismo hepático.

Gravidade: Precaução na associação
Conselho: Se é necessário associar os medicamentos, deverá controlar-se mais regularmente o tempo de Quick.

Precaução na associação VARFARINA SÓDICA - AMIODARONA

Mecanismo de acção: O efeito de anticoagulantes orais é potenciado, aumentando o risco de hemorragias.

Gravidade: Precaução na associação
Conselho: Recomenda-se vigiar os níveis de protrombina e proceder ao ajuste das doses orais de anticoagulantes durante o tratamento com amiodarona e após a sua interrupção.

Precaução na associação VARFARINA SÓDICA - AMIODARONA, CLORIDRATO

Mecanismo de acção: O efeito de anticoagulantes orais é potenciado, aumentando o risco de hemorragias.

Gravidade: Precaução na associação
Conselho: Recomenda-se vigiar os níveis de protrombina e proceder ao ajuste das doses orais de anticoagulantes durante o tratamento com amiodarona e após a sua interrupção.

Precaução na associação VARFARINA SÓDICA - AMOXICILINA

Mecanismo de acção: As Penicilinas podem diminuir a resposta dos anticoagulantes orais.

Gravidade: Precaução na associação
Conselho: Na terapia concomitante, recomenda-se a monitorização dos tempos de protrombina e se necessário, o ajuste da dose do anticoagulante.

Precaução na associação VARFARINA SÓDICA - AMOXICILINA SÓDICA

Mecanismo de acção: As Penicilinas podem diminuir a resposta dos anticoagulantes orais.

Gravidade: Precaução na associação
Conselho: Na terapia concomitante, recomenda-se a monitorização dos tempos de protrombina e se necessário, o ajuste da dose do anticoagulante.

Precaução na associação VARFARINA SÓDICA - AMOXICILINA TRI-HIDRATADA

Mecanismo de acção: As Penicilinas podem diminuir a resposta dos anticoagulantes orais.

Gravidade: Precaução na associação
Conselho: Na terapia concomitante, recomenda-se a monitorização dos tempos de protrombina e se necessário, o ajuste da dose do anticoagulante.

Precaução na associação VARFARINA SÓDICA - APREPITANT

Mecanismo de acção: A coadministração de Aprepitant com Varfarina resulta numa redução do tempo de protrombina.

Gravidade: Precaução na associação
Conselho: Em doentes em tratamento crónico com Varfarina, o INR deve ser cuidadosamente monitorizado durante o tratamento com Aprepitant.

Precaução na associação VARFARINA SÓDICA - ASCORBATO DE CÁLCIO

Mecanismo de acção: A administração de doses elevadas de vitamina C pode originar diarreia, pelo que a absorção da Varfarina pode estar diminuída.

Gravidade: Precaução na associação
Conselho: Sugere-se controlar a atividade anticoagulante.

Precaução na associação VARFARINA SÓDICA - ASCORBATO DE SÓDIO

Mecanismo de acção: A administração de doses elevadas de vitamina C pode originar diarreia, pelo que a absorção da Varfarina pode estar diminuída.

Gravidade: Precaução na associação
Conselho: Sugere-se controlar a atividade anticoagulante.

Precaução na associação VARFARINA SÓDICA - ASCORBILPALMITATO

Mecanismo de acção: A administração de doses elevadas de vitamina C pode originar diarreia, pelo que a absorção da Varfarina pode estar diminuída.

Gravidade: Precaução na associação
Conselho: Sugere-se controlar a atividade anticoagulante.

Precaução na associação VARFARINA SÓDICA - ATORVASTATINA

Mecanismo de acção: A administração concomitante de estatinas e Varfarina pode causar alterações no TP e INR.

Gravidade: Precaução na associação
Conselho: Os doentes medicados com Varfarina devem ser vigiados quando se adiciona uma estatina ao seu tratamento.

Precaução na associação VARFARINA SÓDICA - ATORVASTATINA CÁLCICA

Mecanismo de acção: A administração concomitante de estatinas e Varfarina pode causar alterações no TP e INR.

Gravidade: Precaução na associação
Conselho: Os doentes medicados com Varfarina devem ser vigiados quando se adiciona uma estatina ao seu tratamento.

Precaução na associação VARFARINA SÓDICA - AZATIOPRINA

Mecanismo de acção: A ação do anticoagulante Varfarina pode ser reduzida, ou inibida, por ação da Azatioprina.

Gravidade: Precaução na associação
Conselho: Deve-se realizar um controlo do tempo de protrombina do paciente, uma vez que pode ser preciso um ajuste da dose do anticoagulante.

Precaução na associação VARFARINA SÓDICA - AZITROMICINA

Mecanismo de acção: Aumento do risco de hemorragia (em particular com a Varfarina) por diminuição do metabolismo.

Gravidade: Precaução na associação
Conselho: Com esta associação, deverá vigiar-se o INR e o TP durante o tratamento com os macrólidos e depois do mesmo.

Precaução na associação VARFARINA SÓDICA - AZITROMICINA DI-HIDRATADA

Mecanismo de acção: Aumento do risco de hemorragia (em particular com a Varfarina) por diminuição do metabolismo.

Gravidade: Precaução na associação
Conselho: Com esta associação, deverá vigiar-se o INR e o TP durante o tratamento com os macrólidos e depois do mesmo.

Precaução na associação VARFARINA SÓDICA - AZITROMICINA, HEMIETANOLATO MONO-HIDRATADO

Mecanismo de acção: Aumento do risco de hemorragia (em particular com a Varfarina) por diminuição do metabolismo.

Gravidade: Precaução na associação
Conselho: Com esta associação, deverá vigiar-se o INR e o TP durante o tratamento com os macrólidos e depois do mesmo.

Precaução na associação VARFARINA SÓDICA - AZTREONAM

Mecanismo de acção: A administração de Aztreonam e anticoagulantes orais pode provocar um aumento do tempo de protrombina, e como consequência o risco de hemorrogias.

Gravidade: Precaução na associação
Conselho: Recomenda-se precaução na administração e monitorização clínica do paciente.

Precaução na associação VARFARINA SÓDICA - BENZILPENICILINA BENZATÍNICA

Mecanismo de acção: As Penicilinas podem diminuir a resposta dos anticoagulantes orais.

Gravidade: Precaução na associação
Conselho: Na terapia concomitante, recomenda-se a monitorização dos tempos de protrombina e se necessário, o ajuste da dose do anticoagulante.

Precaução na associação VARFARINA SÓDICA - BENZILPENICILINA POTÁSSICA

Mecanismo de acção: As Penicilinas podem diminuir a resposta dos anticoagulantes orais.

Gravidade: Precaução na associação
Conselho: Na terapia concomitante, recomenda-se a monitorização dos tempos de protrombina e se necessário, o ajuste da dose do anticoagulante.

Precaução na associação VARFARINA SÓDICA - BENZILPENICILINA PROCAÍNICA

Mecanismo de acção: As Penicilinas podem diminuir a resposta dos anticoagulantes orais.

Gravidade: Precaução na associação
Conselho: Na terapia concomitante, recomenda-se a monitorização dos tempos de protrombina e se necessário, o ajuste da dose do anticoagulante.

Precaução na associação VARFARINA SÓDICA - BENZILPENICILINA PROCAÍNICA MONO-HIDRATADA

Mecanismo de acção: As Penicilinas podem diminuir a resposta dos anticoagulantes orais.

Gravidade: Precaução na associação
Conselho: Na terapia concomitante, recomenda-se a monitorização dos tempos de protrombina e se necessário, o ajuste da dose do anticoagulante.

Precaução na associação VARFARINA SÓDICA - BENZILPENICILINA SÓDICA

Mecanismo de acção: As Penicilinas podem diminuir a resposta dos anticoagulantes orais.

Gravidade: Precaução na associação
Conselho: Na terapia concomitante, recomenda-se a monitorização dos tempos de protrombina e se necessário, o ajuste da dose do anticoagulante.

Precaução na associação VARFARINA SÓDICA - BICALUTAMIDA

Mecanismo de acção: Estudos <i>in vitro</i> demonstraram que a Bicalutamida pode deslocar a Varfarina, um anticoagulante cumarínico, dos locais de ligação às proteínas.

Gravidade: Precaução na associação
Conselho: Recomenda-se, portanto, que se a Bicalutamida for iniciada em doentes que também estejam a receber anticoagulantes cumarínicos, o TP seja rigorosamente monitorizado.

Precaução na associação VARFARINA SÓDICA - BROMELAÍNA

Mecanismo de acção: A utilização simultânea de Bromelaína e anticoagulantes exige frequentemente, um ajuste posológico adequado.

Gravidade: Precaução na associação
Conselho: Pode ser necessária uma adaptação da posologia.

Precaução na associação VARFARINA SÓDICA - CAPECITABINA

Mecanismo de acção: Foram observadas alterações dos parâmetros de coagulação e/ou sangramento em doentes tratados com a Capecitabina e com anticoagulantes derivados da cumarina tais como a Varfarina ou o Fenprocumon. Não se conhece o mecanismo de interação com os anticoagulantes derivados da cumarina. Estas reações produzem-se alguns dias até vários meses depois de iniciar a terapia com a Capecitabina e, em alguns casos, dentro do primeiro mês depois de terminar o tratamento com a Capecitabina.

Gravidade: Precaução na associação
Conselho: Os doentes que tomem anticoagulantes derivados da cumarina com a Capecitabina devem ser monitorizados regularmente para detetar alterações nos seus parâmetros de coagulação (TP ou INR).

Precaução na associação VARFARINA SÓDICA - CARBAMAZEPINA

Mecanismo de acção: Estes fármacos são indutores enzimáticos e, desta forma, provocam aceleração do metabolismo hepático do anticoagulante.

Gravidade: Precaução na associação
Conselho: A adaptação posológica deve ter em conta este efeito bem como a vigilância laboratorial (INR e TP).

Precaução na associação VARFARINA SÓDICA - CEFACLOR

Mecanismo de acção: Aumento do risco de hemorragia, principalmente para as cefalosporinas que têm na sua estrutura o núcleo tiometiltetrazol (quer dizer, o Latamoxef, a Cefoperazona, o Cefamandol, a Cefmenoxina, o Cefotetano). Este núcleo comporta-se como um derivado cumarínico de atividade anticoagulante (antivitamina K) adicionando assim as suas propriedades anticoagulantes quer às propriedades antivitamina K quer às de antiagregantes plaquetares dos diferentes compostos considerados.

Gravidade: Precaução na associação
Conselho: Esta associação é desaconselhada. A interação, descrita principalmente para o Latamoxef, aumenta o risco de hemorragia. Particularmente nas doses elevadas destes antibióticos.

Precaução na associação VARFARINA SÓDICA - CEFACLOR MONOHIDRATADO

Mecanismo de acção: Aumento do risco de hemorragia, principalmente para as cefalosporinas que têm na sua estrutura o núcleo tiometiltetrazol (quer dizer, o Latamoxef, a Cefoperazona, o Cefamandol, a Cefmenoxina, o Cefotetano). Este núcleo comporta-se como um derivado cumarínico de atividade anticoagulante (antivitamina K) adicionando assim as suas propriedades anticoagulantes quer às propriedades antivitamina K quer às de antiagregantes plaquetares dos diferentes compostos considerados.

Gravidade: Precaução na associação
Conselho: Esta associação é desaconselhada. A interação, descrita principalmente para o Latamoxef, aumenta o risco de hemorragia. Particularmente nas doses elevadas destes antibióticos.

Precaução na associação VARFARINA SÓDICA - CEFAZOLINA

Mecanismo de acção: A Cefazolina tem sido associada a um aumento no tempo de protrombina e a episódios hemorrágicos, estes efeitos podem potenciar os efeitos dos anticoagulantes orais.

Gravidade: Precaução na associação
Conselho: Recomenda-se a monitorização clínica do paciente.

Precaução na associação VARFARINA SÓDICA - CEFTRIAXONA

Mecanismo de acção: Aumento do risco de hemorragia, principalmente para as cefalosporinas que têm na sua estrutura o núcleo tiometiltetrazol (quer dizer, o Latamoxef, a Cefoperazona, o Cefamandol, a Cefmenoxina, o Cefotetano). Este núcleo comporta-se como um derivado cumarínico de atividade anticoagulante (antivitamina K) adicionando assim as suas propriedades anticoagulantes quer às propriedades antivitamina K quer às de antiagregantes plaquetares dos diferentes compostos considerados.

Gravidade: Precaução na associação
Conselho: Esta associação é desaconselhada. A interação, descrita principalmente para o Latamoxef, aumenta o risco de hemorragia. Particularmente nas doses elevadas destes antibióticos.

Precaução na associação VARFARINA SÓDICA - CEFTRIAXONA DISSÓDICA HIDRATADA

Mecanismo de acção: Aumento do risco de hemorragia, principalmente para as cefalosporinas que têm na sua estrutura o núcleo tiometiltetrazol (quer dizer, o Latamoxef, a Cefoperazona, o Cefamandol, a Cefmenoxina, o Cefotetano). Este núcleo comporta-se como um derivado cumarínico de atividade anticoagulante (antivitamina K) adicionando assim as suas propriedades anticoagulantes quer às propriedades antivitamina K quer às de antiagregantes plaquetares dos diferentes compostos considerados.

Gravidade: Precaução na associação
Conselho: Esta associação é desaconselhada. A interação, descrita principalmente para o Latamoxef, aumenta o risco de hemorragia. Particularmente nas doses elevadas destes antibióticos.

Precaução na associação VARFARINA SÓDICA - CEFTRIAXONA SÓDICA

Mecanismo de acção: Aumento do risco de hemorragia, principalmente para as cefalosporinas que têm na sua estrutura o núcleo tiometiltetrazol (quer dizer, o Latamoxef, a Cefoperazona, o Cefamandol, a Cefmenoxina, o Cefotetano). Este núcleo comporta-se como um derivado cumarínico de atividade anticoagulante (antivitamina K) adicionando assim as suas propriedades anticoagulantes quer às propriedades antivitamina K quer às de antiagregantes plaquetares dos diferentes compostos considerados.

Gravidade: Precaução na associação
Conselho: Esta associação é desaconselhada. A interação, descrita principalmente para o Latamoxef, aumenta o risco de hemorragia. Particularmente nas doses elevadas destes antibióticos.

Precaução na associação VARFARINA SÓDICA - CEFTRIAXONA SÓDICA SESQUATER-HIDRATADA

Mecanismo de acção: Aumento do risco de hemorragia, principalmente para as cefalosporinas que têm na sua estrutura o núcleo tiometiltetrazol (quer dizer, o Latamoxef, a Cefoperazona, o Cefamandol, a Cefmenoxina, o Cefotetano). Este núcleo comporta-se como um derivado cumarínico de atividade anticoagulante (antivitamina K) adicionando assim as suas propriedades anticoagulantes quer às propriedades antivitamina K quer às de antiagregantes plaquetares dos diferentes compostos considerados.

Gravidade: Precaução na associação
Conselho: Esta associação é desaconselhada. A interação, descrita principalmente para o Latamoxef, aumenta o risco de hemorragia. Particularmente nas doses elevadas destes antibióticos.

Precaução na associação VARFARINA SÓDICA - CELECOXIB

Mecanismo de acção: Aumento do efeito do anticoagulante. Foram relatados episódios hemorrágicos associados a aumentos do tempo de protrombina, especialmente no idoso, em doentes a tomar Celecoxib concomitantemente com Varfarina. O mesmo foi constatado com outros inibidores seletivos da cox-2.

Gravidade: Precaução na associação
Conselho: A atividade anticoagulante deve ser monitorizada (TP e INR), particularmente nos primeiros dias de administração dos inibidores seletivos da cox-2 e quando a dose é alterada.

Precaução na associação VARFARINA SÓDICA - CETOCONAZOL

Mecanismo de acção: Aumento dos efeitos dos anticoagulantes orais (descrito entre a Varfarina e o Itraconazol, o Fluconazol e o Miconazol) essencialmente por diminuição do catabolismo hepático. Interação de tipo farmacocinético por inibição enzimática. Esta interação verifica-se mesmo quando o antifúngico é administrado localmente.

Gravidade: Precaução na associação
Conselho: Caso se prescrevam os dois fármacos deve reforçar-se a vigilância do TP e do INR no início do tratamento com os antifúngicos referidos, durante ele e depois da sua interrupção.

Precaução na associação VARFARINA SÓDICA - CETOROLAC

Mecanismo de acção: A administração de anticoagulantes orais com AINEs pode potenciar o efeito hemorrágico dos mesmos. Esta ação poderá dever-se à deslocação dos anticoagulantes da sua ligação às proteínas plasmáticas ou pelo facto dos AINEs serem agressivos para a mucosa gástrica aumentando o potencial hemorrágico.

Gravidade: Precaução na associação
Conselho: Deve evitar-se a administração dos anti-inflamatórios não esteróides com derivados cumarinícos.

Precaução na associação VARFARINA SÓDICA - CETOROLAC, TROMETAMINA

Mecanismo de acção: A administração de anticoagulantes orais com AINEs pode potenciar o efeito hemorrágico dos mesmos. Esta ação poderá dever-se à deslocação dos anticoagulantes da sua ligação às proteínas plasmáticas ou pelo facto dos AINEs serem agressivos para a mucosa gástrica aumentando o potencial hemorrágico.

Gravidade: Precaução na associação
Conselho: Deve evitar-se a administração dos anti-inflamatórios não esteróides com derivados cumarinícos.

Precaução na associação VARFARINA SÓDICA - CICLOFOSFAMIDA

Mecanismo de acção: A Ciclofosfamida pode potenciar a ação do anticoagulante, com o conseguinte risco de hemorragia.

Gravidade: Precaução na associação
Conselho: Deve-se controlar a ação do anticoagulante através ao tempo de protrombina.

Precaução na associação VARFARINA SÓDICA - CICLOFOSFAMIDA MONO-HIDRATADA

Mecanismo de acção: A Ciclofosfamida pode potenciar a ação do anticoagulante, com o conseguinte risco de hemorragia.

Gravidade: Precaução na associação
Conselho: Deve-se controlar a ação do anticoagulante através ao tempo de protrombina.

Precaução na associação VARFARINA SÓDICA - CIMETIDINA

Mecanismo de acção: A Cimetidina é um inibidor enzimático. Inibe em particular as oxidases hepáticas (citocromo P450) responsáveis pelas biotransformações metabólicas de diversos medicamentos. Acresce que, por inibição de algumas biotransformações, a Cimetidina bloqueia alguns mecanismos de destoxificação. Risco de hipotrombinémia descrito para o Acenocumarol por inibição do seu catabolismo hepático.

Gravidade: Precaução na associação
Conselho: Com certas antivitaminas K como o Acenocumarol, a Fenindiona e a Varfarina, foi descrito o risco de hipotrombinémia. Deverá mudar-se de antiulceroso ou adaptar a posologia no início do tratamento com o anti- H2, no início do tratamento e durante ou depois dele, em função dos valores do INR ou do TP.

Precaução na associação VARFARINA SÓDICA - CIPROFLOXACINA

Mecanismo de acção: Devido à sua forte afinidade para as proteínas, o produto associado pode deslocar os anticoagulantes orais, em particular com o Acenocumarol com a Ciprofloxacina, a Ofloxacina e a Norfloxacina. Risco de hemorragia.

Gravidade: Precaução na associação
Conselho: Vigiar o TP e/ou o INR e adaptar a posologia.

Precaução na associação VARFARINA SÓDICA - CIPROFLOXACINA, CLORIDRATO

Mecanismo de acção: Devido à sua forte afinidade para as proteínas, o produto associado pode deslocar os anticoagulantes orais, em particular com o Acenocumarol com a Ciprofloxacina, a Ofloxacina e a Norfloxacina. Risco de hemorragia.

Gravidade: Precaução na associação
Conselho: Vigiar o TP e/ou o INR e adaptar a posologia.

Precaução na associação VARFARINA SÓDICA - CIPROFLOXACINA, CLORIDRATO MONO-HIDRATADO

Mecanismo de acção: Devido à sua forte afinidade para as proteínas, o produto associado pode deslocar os anticoagulantes orais, em particular com o Acenocumarol com a Ciprofloxacina, a Ofloxacina e a Norfloxacina. Risco de hemorragia.

Gravidade: Precaução na associação
Conselho: Vigiar o TP e/ou o INR e adaptar a posologia.

Precaução na associação VARFARINA SÓDICA - CIPROFLOXACINA, LACTATO

Mecanismo de acção: Devido à sua forte afinidade para as proteínas, o produto associado pode deslocar os anticoagulantes orais, em particular com o Acenocumarol com a Ciprofloxacina, a Ofloxacina e a Norfloxacina. Risco de hemorragia.

Gravidade: Precaução na associação
Conselho: Vigiar o TP e/ou o INR e adaptar a posologia.

Precaução na associação VARFARINA SÓDICA - CITALOPRAM

Mecanismo de acção: A associação pode resultar em um aumento do TP, com consequente aumento do risco de hemorragia.

Gravidade: Precaução na associação
Conselho: Vigiar o TP ou o INR e ajustar a posologia, se necessário, ao longo da terapêutica.

Precaução na associação VARFARINA SÓDICA - CITALOPRAM, BROMIDRATO

Mecanismo de acção: A associação pode resultar em um aumento do TP, com consequente aumento do risco de hemorragia.

Gravidade: Precaução na associação
Conselho: Vigiar o TP ou o INR e ajustar a posologia, se necessário, ao longo da terapêutica.

Precaução na associação VARFARINA SÓDICA - CLARITROMICINA

Mecanismo de acção: Aumento do risco de hemorragia (em particular com a Varfarina) por diminuição do metabolismo.

Gravidade: Precaução na associação
Conselho: Com esta associação, deverá vigiar-se o INR e o TP durante o tratamento com os macrólidos e depois do mesmo.

Precaução na associação VARFARINA SÓDICA - CLARITROMICINA CITRATO

Mecanismo de acção: Aumento do risco de hemorragia (em particular com a Varfarina) por diminuição do metabolismo.

Gravidade: Precaução na associação
Conselho: Com esta associação, deverá vigiar-se o INR e o TP durante o tratamento com os macrólidos e depois do mesmo.

Precaução na associação VARFARINA SÓDICA - CLORANFENICOL

Mecanismo de acção: A administração do Cloranfenicol com o Acenocumarol, aumenta a atividade anticoagulante, o que aumenta o risco de hemorragias. O Cloranfenicol inibe os enzimas metabolizadoras hepáticas, aumentando a vida média do anticoagulante. Por outro lado o Cloranfenicol, ao destruir a flora intestinal, pode diminuir a sintese da vitamina K. Pode também afectar a produção de protrombina mediante um efeito direto no interior da célula hepática.

Gravidade: Precaução na associação
Conselho: Deve-se controlar periodicamente o tempo de protrombina nos doentes que estejam sob esta terapia conjunta. Possivelmente, será necessário reduzir a dose do anticoagulante, ou substituir o Cloranfenicol por outro antibiótico, quando isso for possível.

Precaução na associação VARFARINA SÓDICA - CONDROITINA

Mecanismo de acção: A associação de Condroitina e substâncias anticoagulantes pode potenciar os efeitos anticoagulantes.

Gravidade: Precaução na associação
Conselho: Recomenda-se monitorizar os valores de INR do paciente.

Precaução na associação VARFARINA SÓDICA - CONDROITINA, SULFATO

Mecanismo de acção: A associação de Condroitina e substâncias anticoagulantes pode potenciar os efeitos anticoagulantes.

Gravidade: Precaução na associação
Conselho: Recomenda-se monitorizar os valores de INR do paciente.

Precaução na associação VARFARINA SÓDICA - DANAZOL

Mecanismo de acção: O Danazol pode potenciar a ação anticoagulante da Varfarina.

Gravidade: Precaução na associação
Conselho: Esta associação requer um maior controlo do TP, podendo ser necessário proceder a um ajuste de dose.

Precaução na associação VARFARINA SÓDICA - DARUNAVIR

Mecanismo de acção: As concentrações de Varfarina podem ser alteradas quando co-administradas com Darunavir/Ritonavir.

Gravidade: Precaução na associação
Conselho: Recomenda-se a monitorização do INR.

Precaução na associação VARFARINA SÓDICA - DARUNAVIR, ETANOLATO

Mecanismo de acção: As concentrações de Varfarina podem ser alteradas quando co-administradas com Darunavir/Ritonavir.

Gravidade: Precaução na associação
Conselho: Recomenda-se a monitorização do INR.

Precaução na associação VARFARINA SÓDICA - DEXIBUPROFENO

Mecanismo de acção: A administração de anticoagulantes orais com AINEs pode potenciar o efeito hemorrágico dos mesmos. Esta ação poderá dever-se à deslocação dos anticoagulantes da sua ligação às proteínas plasmáticas ou pelo facto dos AINEs serem agressivos para a mucosa gástrica aumentando o potencial hemorrágico.

Gravidade: Precaução na associação
Conselho: Deve evitar-se a administração dos anti-inflamatórios não esteróides com derivados cumarinícos.

Precaução na associação VARFARINA SÓDICA - DICLOFENAC

Mecanismo de acção: A administração de anticoagulantes orais com AINEs pode potenciar o efeito hemorrágico dos mesmos. Esta ação poderá dever-se à deslocação dos anticoagulantes da sua ligação às proteínas plasmáticas ou pelo facto dos AINEs serem agressivos para a mucosa gástrica aumentando o potencial hemorrágico.

Gravidade: Precaução na associação
Conselho: Deve evitar-se a administração dos anti-inflamatórios não esteróides com derivados cumarinícos.

Precaução na associação VARFARINA SÓDICA - DICLOFENAC DIETILAMÓNIO

Mecanismo de acção: A administração de anticoagulantes orais com AINEs pode potenciar o efeito hemorrágico dos mesmos. Esta ação poderá dever-se à deslocação dos anticoagulantes da sua ligação às proteínas plasmáticas ou pelo facto dos AINEs serem agressivos para a mucosa gástrica aumentando o potencial hemorrágico.

Gravidade: Precaução na associação
Conselho: Deve evitar-se a administração dos anti-inflamatórios não esteróides com derivados cumarinícos.

Precaução na associação VARFARINA SÓDICA - DICLOFENAC HIDROXIETILPIRROLIDINA

Mecanismo de acção: A administração de anticoagulantes orais com AINEs pode potenciar o efeito hemorrágico dos mesmos. Esta ação poderá dever-se à deslocação dos anticoagulantes da sua ligação às proteínas plasmáticas ou pelo facto dos AINEs serem agressivos para a mucosa gástrica aumentando o potencial hemorrágico.

Gravidade: Precaução na associação
Conselho: Deve evitar-se a administração dos anti-inflamatórios não esteróides com derivados cumarinícos.

Precaução na associação VARFARINA SÓDICA - DICLOFENAC POTÁSSICO

Mecanismo de acção: A administração de anticoagulantes orais com AINEs pode potenciar o efeito hemorrágico dos mesmos. Esta ação poderá dever-se à deslocação dos anticoagulantes da sua ligação às proteínas plasmáticas ou pelo facto dos AINEs serem agressivos para a mucosa gástrica aumentando o potencial hemorrágico.

Gravidade: Precaução na associação
Conselho: Deve evitar-se a administração dos anti-inflamatórios não esteróides com derivados cumarinícos.

Precaução na associação VARFARINA SÓDICA - DICLOFENAC SÓDICO

Mecanismo de acção: A administração de anticoagulantes orais com AINEs pode potenciar o efeito hemorrágico dos mesmos. Esta ação poderá dever-se à deslocação dos anticoagulantes da sua ligação às proteínas plasmáticas ou pelo facto dos AINEs serem agressivos para a mucosa gástrica aumentando o potencial hemorrágico.

Gravidade: Precaução na associação
Conselho: Deve evitar-se a administração dos anti-inflamatórios não esteróides com derivados cumarinícos.

Precaução na associação VARFARINA SÓDICA - DOXICICLINA

Mecanismo de acção: Risco de hemorragia por mecanismo desconhecido.

Gravidade: Precaução na associação
Conselho: Vigiar o TP ou o INR e ajustar a posologia no início do tratamento, mantendo a vigilância ao longo de toda a terapêutica.

Precaução na associação VARFARINA SÓDICA - DOXICICLINA MONO-HIDRATADA

Mecanismo de acção: Risco de hemorragia por mecanismo desconhecido.

Gravidade: Precaução na associação
Conselho: Vigiar o TP ou o INR e ajustar a posologia no início do tratamento, mantendo a vigilância ao longo de toda a terapêutica.

Precaução na associação VARFARINA SÓDICA - DOXICICLINA, HICLATO

Mecanismo de acção: Risco de hemorragia por mecanismo desconhecido.

Gravidade: Precaução na associação
Conselho: Vigiar o TP ou o INR e ajustar a posologia no início do tratamento, mantendo a vigilância ao longo de toda a terapêutica.

Precaução na associação VARFARINA SÓDICA - DULOXETINA

Mecanismo de acção: Deve ter-se cuidado quando se administra Duloxetina em combinação com anticoagulantes ou antiplaquetários devido a um possível risco aumentado de hemorragia. Foram notificados aumentos nos valores de INR quando se co-administrou Duloxetina com Varfarina.

Gravidade: Precaução na associação
Conselho: Recomenda-se precaução quando é administrada a Duloxetina com este tipo de fármacos.

Precaução na associação VARFARINA SÓDICA - DULOXETINA, CLORIDRATO

Mecanismo de acção: Deve ter-se cuidado quando se administra Duloxetina em combinação com anticoagulantes ou antiplaquetários devido a um possível risco aumentado de hemorragia. Foram notificados aumentos nos valores de INR quando se co-administrou Duloxetina com Varfarina.

Gravidade: Precaução na associação
Conselho: Recomenda-se precaução quando é administrada a Duloxetina com este tipo de fármacos.

Precaução na associação VARFARINA SÓDICA - EPLERENONA

Mecanismo de acção: Apesar de não terem sido observadas interações farmacocinéticas clinicamente significativas, é necessário precaução quando a varfarina é administrada em doses que se aproximam do limite superior da janela terapêutica.

Gravidade: Precaução na associação
Conselho: Recomenda-se precaução na associação.

Precaução na associação VARFARINA SÓDICA - ERITROMICINA

Mecanismo de acção: Aumento do risco de hemorragia (em particular com a Varfarina) por diminuição do metabolismo.

Gravidade: Precaução na associação
Conselho: Com esta associação, deverá vigiar-se o INR e o TP durante o tratamento com os macrólidos e depois do mesmo.

Precaução na associação VARFARINA SÓDICA - ERITROMICINA, ETILSUCCINATO

Mecanismo de acção: Aumento do risco de hemorragia (em particular com a Varfarina) por diminuição do metabolismo.

Gravidade: Precaução na associação
Conselho: Com esta associação, deverá vigiar-se o INR e o TP durante o tratamento com os macrólidos e depois do mesmo.

Precaução na associação VARFARINA SÓDICA - ERITROMICINA, LACTOBIONATO

Mecanismo de acção: Aumento do risco de hemorragia (em particular com a Varfarina) por diminuição do metabolismo.

Gravidade: Precaução na associação
Conselho: Com esta associação, deverá vigiar-se o INR e o TP durante o tratamento com os macrólidos e depois do mesmo.

Precaução na associação VARFARINA SÓDICA - ERLOTINIB

Mecanismo de acção: Existe risco aumentado de hemorragia, incluindo hemorragia gastrointestinal, quando o Erlotinib é administrado em associação com os anticoagulantes orais derivados da cumarina.

Gravidade: Precaução na associação
Conselho: Os doentes em tratamento com Varfarina ou com Acenocumarol devem ser monitorizados regularmente relativamente às alterações no TP ou no INR.

Precaução na associação VARFARINA SÓDICA - ERLOTINIB, CLORIDRATO

Mecanismo de acção: Existe risco aumentado de hemorragia, incluindo hemorragia gastrointestinal, quando o Erlotinib é administrado em associação com os anticoagulantes orais derivados da cumarina.

Gravidade: Precaução na associação
Conselho: Os doentes em tratamento com Varfarina ou com Acenocumarol devem ser monitorizados regularmente relativamente às alterações no TP ou no INR.

Precaução na associação VARFARINA SÓDICA - ESCITALOPRAM

Mecanismo de acção: A associação pode resultar em um aumento do TP, com consequente aumento do risco de hemorragia.

Gravidade: Precaução na associação
Conselho: Vigiar o TP ou o INR e ajustar a posologia, se necessário, ao longo da terapêutica.

Precaução na associação VARFARINA SÓDICA - ESCITALOPRAM, OXALATO

Mecanismo de acção: A associação pode resultar em um aumento do TP, com consequente aumento do risco de hemorragia.

Gravidade: Precaução na associação
Conselho: Vigiar o TP ou o INR e ajustar a posologia, se necessário, ao longo da terapêutica.

Precaução na associação VARFARINA SÓDICA - ESTRADIOL

Mecanismo de acção: O metabolismo hepático do Acenocumarol/Varfarina é inibido como consequência do bloqueio do citocromo P450 por parte do Estradiol. Por outro lado o Estradiol aumenta a síntese de certos factores de coagulação (especialmente X e o fibrinogénio). Como consequência pode verificar-se uma diminuição do efeito anticoagulante, no entanto há casos descritos em que se verifica uma potenciação da ação.

Gravidade: Precaução na associação
Conselho: De um modo geral os anticoncecionais estão contra-indicados em pacientes com transtornos tromboembólicos, sendo conveniente recorrer a outra(s) medida(s) anticoncecionais. No entanto caso se recorra à sua utilização simultânea deve-se vigiar o doente quanto à resposta terapêutica ao antiacoagulante.

Precaução na associação VARFARINA SÓDICA - ESTRADIOL HEMI-HIDRATADO

Mecanismo de acção: O metabolismo hepático do Acenocumarol/Varfarina é inibido como consequência do bloqueio do citocromo P450 por parte do Estradiol. Por outro lado o Estradiol aumenta a síntese de certos factores de coagulação (especialmente X e o fibrinogénio). Como consequência pode verificar-se uma diminuição do efeito anticoagulante, no entanto há casos descritos em que se verifica uma potenciação da ação.

Gravidade: Precaução na associação
Conselho: De um modo geral os anticoncecionais estão contra-indicados em pacientes com transtornos tromboembólicos, sendo conveniente recorrer a outra(s) medida(s) anticoncecionais. No entanto caso se recorra à sua utilização simultânea deve-se vigiar o doente quanto à resposta terapêutica ao antiacoagulante.

Precaução na associação VARFARINA SÓDICA - ESTRIOL

Mecanismo de acção: O metabolismo hepático do Acenocumarol/Varfarina é inibido como consequência do bloqueio do citocromo P450 por parte do Estradiol. Por outro lado o Estradiol aumenta a síntese de certos factores de coagulação (especialmente X e o fibrinogénio). Como consequência pode verificar-se uma diminuição do efeito anticoagulante, no entanto há casos descritos em que se verifica uma potenciação da ação.

Gravidade: Precaução na associação
Conselho: De um modo geral os anticoncecionais estão contra-indicados em pacientes com transtornos tromboembólicos, sendo conveniente recorrer a outra(s) medida(s) anticoncecionais. No entanto caso se recorra à sua utilização simultânea deve-se vigiar o doente quanto à resposta terapêutica ao antiacoagulante.

Precaução na associação VARFARINA SÓDICA - ETINILESTRADIOL

Mecanismo de acção: O metabolismo hepático do Acenocumarol/Varfarina é inibido como consequência do bloqueio do citocromo P450 por parte do Estradiol. Por outro lado o Estradiol aumenta a síntese de certos factores de coagulação (especialmente X e o fibrinogénio). Como consequência pode verificar-se uma diminuição do efeito anticoagulante, no entanto há casos descritos em que se verifica uma potenciação da ação.

Gravidade: Precaução na associação
Conselho: De um modo geral os anticoncecionais estão contra-indicados em pacientes com transtornos tromboembólicos, sendo conveniente recorrer a outra(s) medida(s) anticoncecionais. No entanto caso se recorra à sua utilização simultânea deve-se vigiar o doente quanto à resposta terapêutica ao antiacoagulante.

Precaução na associação VARFARINA SÓDICA - ETINILESTRADIOL BETA-CICLODEXTRINA, COMPLEXO

Mecanismo de acção: O metabolismo hepático do Acenocumarol/Varfarina é inibido como consequência do bloqueio do citocromo P450 por parte do Estradiol. Por outro lado o Estradiol aumenta a síntese de certos factores de coagulação (especialmente X e o fibrinogénio). Como consequência pode verificar-se uma diminuição do efeito anticoagulante, no entanto há casos descritos em que se verifica uma potenciação da ação.

Gravidade: Precaução na associação
Conselho: De um modo geral os anticoncecionais estão contra-indicados em pacientes com transtornos tromboembólicos, sendo conveniente recorrer a outra(s) medida(s) anticoncecionais. No entanto caso se recorra à sua utilização simultânea deve-se vigiar o doente quanto à resposta terapêutica ao antiacoagulante.

Precaução na associação VARFARINA SÓDICA - ETORICOXIB

Mecanismo de acção: Aumento do efeito do anticoagulante. Foram relatados episódios hemorrágicos associados a aumentos do tempo de protrombina, especialmente no idoso, em doentes a tomar Celecoxib concomitantemente com Varfarina. O mesmo foi constatado com outros inibidores seletivos da cox-2.

Gravidade: Precaução na associação
Conselho: A atividade anticoagulante deve ser monitorizada (TP e INR), particularmente nos primeiros dias de administração dos inibidores seletivos da cox-2 e quando a dose é alterada.

Precaução na associação VARFARINA SÓDICA - FENITOÍNA

Mecanismo de acção: Estes compostos são indutores enzimáticos e, desta forma, provocam aceleração do metabolismo hepático do anticoagulante. A indução enzimática não é um fenómeno imediato sendo necessário que o tratamento com indutores esteja estabelecido há pelo menos dez dias para que o efeito se manifeste.

Gravidade: Precaução na associação
Conselho: A adaptação posológica deve ter em conta este efeito e a vigilância laboratorial (INR e TP) deve ser mais frequente ao longo de todo o tratamento.

Precaução na associação VARFARINA SÓDICA - FENITOÍNA SÓDICA

Mecanismo de acção: Estes compostos são indutores enzimáticos e, desta forma, provocam aceleração do metabolismo hepático do anticoagulante. A indução enzimática não é um fenómeno imediato sendo necessário que o tratamento com indutores esteja estabelecido há pelo menos dez dias para que o efeito se manifeste.

Gravidade: Precaução na associação
Conselho: A adaptação posológica deve ter em conta este efeito e a vigilância laboratorial (INR e TP) deve ser mais frequente ao longo de todo o tratamento.

Precaução na associação VARFARINA SÓDICA - FENOBARBITAL

Mecanismo de acção: Estes compostos são indutores enzimáticos e, desta forma, provocam aceleração do catabolismo hepático do anticoagulante.

Gravidade: Precaução na associação
Conselho: A adaptação posológica deve ter em conta este efeito e a vigilância laboratorial (INR e TP) deve ser mais frequente.

Precaução na associação VARFARINA SÓDICA - FLUCONAZOL

Mecanismo de acção: Aumento dos efeitos dos anticoagulantes orais (descrito entre a Varfarina e o Itraconazol, o Fluconazol e o Miconazol) essencialmente por diminuição do catabolismo hepático. Interação de tipo farmacocinético por inibição enzimática. Esta interação verifica-se mesmo quando o antifúngico é administrado localmente.

Gravidade: Precaução na associação
Conselho: Caso se prescrevam os dois fármacos deve reforçar-se a vigilância do TP e do INR no início do tratamento com os antifúngicos referidos, durante ele e depois da sua interrupção.

Precaução na associação VARFARINA SÓDICA - FLUOXETINA

Mecanismo de acção: A associação pode resultar em um aumento do TP, com consequente aumento do risco de hemorragia.

Gravidade: Precaução na associação
Conselho: Vigiar o TP ou o INR e ajustar a posologia, se necessário, ao longo da terapêutica.

Precaução na associação VARFARINA SÓDICA - FLUOXETINA, CLORIDRATO

Mecanismo de acção: A associação pode resultar em um aumento do TP, com consequente aumento do risco de hemorragia.

Gravidade: Precaução na associação
Conselho: Vigiar o TP ou o INR e ajustar a posologia, se necessário, ao longo da terapêutica.

Precaução na associação VARFARINA SÓDICA - FLURBIPROFENO

Mecanismo de acção: A administração de anticoagulantes orais com AINEs pode potenciar o efeito hemorrágico dos mesmos. Esta ação poderá dever-se à deslocação dos anticoagulantes da sua ligação às proteínas plasmáticas ou pelo facto dos AINEs serem agressivos para a mucosa gástrica aumentando o potencial hemorrágico.

Gravidade: Precaução na associação
Conselho: Deve evitar-se a administração dos anti-inflamatórios não esteróides com derivados cumarinícos.

Precaução na associação VARFARINA SÓDICA - FLURBIPROFENO SÓDICO

Mecanismo de acção: A administração de anticoagulantes orais com AINEs pode potenciar o efeito hemorrágico dos mesmos. Esta ação poderá dever-se à deslocação dos anticoagulantes da sua ligação às proteínas plasmáticas ou pelo facto dos AINEs serem agressivos para a mucosa gástrica aumentando o potencial hemorrágico.

Gravidade: Precaução na associação
Conselho: Deve evitar-se a administração dos anti-inflamatórios não esteróides com derivados cumarinícos.

Precaução na associação VARFARINA SÓDICA - FLUVASTATINA

Mecanismo de acção: A administração concomitante de estatinas e Varfarina pode causar alterações no TP e INR.

Gravidade: Precaução na associação
Conselho: Os doentes medicados com Varfarina devem ser vigiados quando se adiciona uma estatina ao seu tratamento.

Precaução na associação VARFARINA SÓDICA - FLUVASTATINA SÓDICA

Mecanismo de acção: A administração concomitante de estatinas e Varfarina pode causar alterações no TP e INR.

Gravidade: Precaução na associação
Conselho: Os doentes medicados com Varfarina devem ser vigiados quando se adiciona uma estatina ao seu tratamento.

Precaução na associação VARFARINA SÓDICA - FLUVOXAMINA

Mecanismo de acção: A associação pode resultar em um aumento do TP, com consequente aumento do risco de hemorragia.

Gravidade: Precaução na associação
Conselho: Vigiar o TP ou o INR e ajustar a posologia, se necessário, ao longo da terapêutica.

Precaução na associação VARFARINA SÓDICA - FLUVOXAMINA, MALEATO

Mecanismo de acção: A associação pode resultar em um aumento do TP, com consequente aumento do risco de hemorragia.

Gravidade: Precaução na associação
Conselho: Vigiar o TP ou o INR e ajustar a posologia, se necessário, ao longo da terapêutica.

Precaução na associação VARFARINA SÓDICA - FUSIDATO DE SÓDIO

Mecanismo de acção: A administração sistémica e concomitante do Ácido Fusídico com anticoagulantes orais (Varfarina e Acenocumarol) pode originar um aumento da concentração sérica destes fármacos, desenvolvendo o efeito anticoagulante. O mecanismo desta suposta interação permanece desconhecido.

Gravidade: Precaução na associação
Conselho: Vigiar o paciente e proceder ao ajuste da dose de anticoagulante oral de modo a manter o nível desejado de anticoagulação.

Precaução na associação VARFARINA SÓDICA - IBRITUMOMAB TIUXETANO

Mecanismo de acção: A coadministração pode aumentar o risco de hemorragias graves.

Gravidade: Precaução na associação
Conselho: Monitorização frequente do doente a fim de detetar precocemente trombocitopenia. Adicionalmente as práticas de transfusão poderão sofrer modificações devido ao risco associado.

Precaução na associação VARFARINA SÓDICA - IBUPROFENO

Mecanismo de acção: A administração de anticoagulantes orais com AINEs pode potenciar o efeito hemorrágico dos mesmos. Esta ação poderá dever-se à deslocação dos anticoagulantes da sua ligação às proteínas plasmáticas ou pelo facto dos AINEs serem agressivos para a mucosa gástrica aumentando o potencial hemorrágico.

Gravidade: Precaução na associação
Conselho: Deve evitar-se a administração dos anti-inflamatórios não esteróides com derivados cumarinícos.

Precaução na associação VARFARINA SÓDICA - IBUPROFENO, ARGINATO

Mecanismo de acção: A administração de anticoagulantes orais com AINEs pode potenciar o efeito hemorrágico dos mesmos. Esta ação poderá dever-se à deslocação dos anticoagulantes da sua ligação às proteínas plasmáticas ou pelo facto dos AINEs serem agressivos para a mucosa gástrica aumentando o potencial hemorrágico.

Gravidade: Precaução na associação
Conselho: Deve evitar-se a administração dos anti-inflamatórios não esteróides com derivados cumarinícos.

Precaução na associação VARFARINA SÓDICA - IBUPROFENO, LISINATO

Mecanismo de acção: A administração de anticoagulantes orais com AINEs pode potenciar o efeito hemorrágico dos mesmos. Esta ação poderá dever-se à deslocação dos anticoagulantes da sua ligação às proteínas plasmáticas ou pelo facto dos AINEs serem agressivos para a mucosa gástrica aumentando o potencial hemorrágico.

Gravidade: Precaução na associação
Conselho: Deve evitar-se a administração dos anti-inflamatórios não esteróides com derivados cumarinícos.

Precaução na associação VARFARINA SÓDICA - IBUPROFENO, SÓDICO DI-HIDRATADO

Mecanismo de acção: A administração de anticoagulantes orais com AINEs pode potenciar o efeito hemorrágico dos mesmos. Esta ação poderá dever-se à deslocação dos anticoagulantes da sua ligação às proteínas plasmáticas ou pelo facto dos AINEs serem agressivos para a mucosa gástrica aumentando o potencial hemorrágico.

Gravidade: Precaução na associação
Conselho: Deve evitar-se a administração dos anti-inflamatórios não esteróides com derivados cumarinícos.

Precaução na associação VARFARINA SÓDICA - IMATINIB

Mecanismo de acção: O Imatinib inibe a atividade do CYP2D6 e CYP2C9, isoenzimas responsáveis pela metabolização da Varfarina. A coadministração irá aumentar a concentração plasmática da Varfarina, aumentando o risco de hemorragias.

Gravidade: Precaução na associação
Conselho: Para os pacientes que se encontram em tratamento com o Imatinib e necessitam de terapêutica anticoagulante recomenda-se a administração de heparinas de baixo peso molecular ou heparinas padrão para o efeito.

Precaução na associação VARFARINA SÓDICA - IMATINIB, MESILATO

Mecanismo de acção: O Imatinib inibe a atividade do CYP2D6 e CYP2C9, isoenzimas responsáveis pela metabolização da Varfarina. A coadministração irá aumentar a concentração plasmática da Varfarina, aumentando o risco de hemorragias.

Gravidade: Precaução na associação
Conselho: Para os pacientes que se encontram em tratamento com o Imatinib e necessitam de terapêutica anticoagulante recomenda-se a administração de heparinas de baixo peso molecular ou heparinas padrão para o efeito.

Precaução na associação VARFARINA SÓDICA - INDOMETACINA

Mecanismo de acção: A administração de anticoagulantes orais com AINEs pode potenciar o efeito hemorrágico dos mesmos. Esta ação poderá dever-se à deslocação dos anticoagulantes da sua ligação às proteínas plasmáticas ou pelo facto dos AINEs serem agressivos para a mucosa gástrica aumentando o potencial hemorrágico.

Gravidade: Precaução na associação
Conselho: Deve evitar-se a administração dos anti-inflamatórios não esteróides com derivados cumarinícos.

Precaução na associação VARFARINA SÓDICA - ISONIAZIDA

Mecanismo de acção: Verifica-se uma diminuição do efeito anticoagulante.

Gravidade: Precaução na associação
Conselho: Vigiar o doente e adaptar a posologia em função da resposta clínica.

Precaução na associação VARFARINA SÓDICA - ITRACONAZOL

Mecanismo de acção: Aumento dos efeitos dos anticoagulantes orais (descrito entre a Varfarina e o Itraconazol, o Fluconazol e o Miconazol) essencialmente por diminuição do catabolismo hepático. Interação de tipo farmacocinético por inibição enzimática. Esta interação verifica-se mesmo quando o antifúngico é administrado localmente.

Gravidade: Precaução na associação
Conselho: Caso se prescrevam os dois fármacos deve reforçar-se a vigilância do TP e do INR no início do tratamento com os antifúngicos referidos, durante ele e depois da sua interrupção.

Precaução na associação VARFARINA SÓDICA - LEVOFLOXACINA

Mecanismo de acção: Devido à sua forte afinidade para as proteínas, o produto associado pode deslocar os anticoagulantes orais, em particular com o Acenocumarol com a Ciprofloxacina, a Ofloxacina e a Norfloxacina. Risco de hemorragia.

Gravidade: Precaução na associação
Conselho: Vigiar o TP e/ou o INR e adaptar a posologia.

Precaução na associação VARFARINA SÓDICA - LEVOFLOXACINA HEMI-HIDRATADA

Mecanismo de acção: Devido à sua forte afinidade para as proteínas, o produto associado pode deslocar os anticoagulantes orais, em particular com o Acenocumarol com a Ciprofloxacina, a Ofloxacina e a Norfloxacina. Risco de hemorragia.

Gravidade: Precaução na associação
Conselho: Vigiar o TP e/ou o INR e adaptar a posologia.

Precaução na associação VARFARINA SÓDICA - LEVOTIROXINA SÓDICA

Mecanismo de acção: O efeito da terapêutica anticoagulante pode ser intensificado dado que a Levotiroxina tem a capacidade de deslocar os fármacos anticoagulantes das proteínas plasmáticas.

Gravidade: Precaução na associação
Conselho: É necessário avaliar regularmente os parâmetros (TP, INR) de coagulação no início do tratamento com hormonas da tiroide. Se necessário, a dose de anticoagulante deverá ser ajustada.

Precaução na associação VARFARINA SÓDICA - LOMEFLOXACINA

Mecanismo de acção: Devido à sua forte afinidade para as proteínas, o produto associado pode deslocar os anticoagulantes orais, em particular com o Acenocumarol com a Ciprofloxacina, a Ofloxacina e a Norfloxacina. Risco de hemorragia.

Gravidade: Precaução na associação
Conselho: Vigiar o TP e/ou o INR e adaptar a posologia.

Precaução na associação VARFARINA SÓDICA - LOMEFLOXACINA, CLORIDRATO

Mecanismo de acção: Devido à sua forte afinidade para as proteínas, o produto associado pode deslocar os anticoagulantes orais, em particular com o Acenocumarol com a Ciprofloxacina, a Ofloxacina e a Norfloxacina. Risco de hemorragia.

Gravidade: Precaução na associação
Conselho: Vigiar o TP e/ou o INR e adaptar a posologia.

Precaução na associação VARFARINA SÓDICA - LORNOXICAM

Mecanismo de acção: A administração de anticoagulantes orais com AINEs pode potenciar o efeito hemorrágico dos mesmos. Esta ação poderá dever-se à deslocação dos anticoagulantes da sua ligação às proteínas plasmáticas ou pelo facto dos AINEs serem agressivos para a mucosa gástrica aumentando o potencial hemorrágico.

Gravidade: Precaução na associação
Conselho: Deve evitar-se a administração dos anti-inflamatórios não esteróides com derivados cumarinícos.

Precaução na associação VARFARINA SÓDICA - LOVASTATINA

Mecanismo de acção: A administração concomitante de estatinas e Varfarina pode causar alterações no TP e INR.

Gravidade: Precaução na associação
Conselho: Os doentes medicados com Varfarina devem ser vigiados quando se adiciona uma estatina ao seu tratamento.

Precaução na associação VARFARINA SÓDICA - MELOXICAM

Mecanismo de acção: A administração de anticoagulantes orais com AINEs pode potenciar o efeito hemorrágico dos mesmos. Esta ação poderá dever-se à deslocação dos anticoagulantes da sua ligação às proteínas plasmáticas ou pelo facto dos AINEs serem agressivos para a mucosa gástrica aumentando o potencial hemorrágico.

Gravidade: Precaução na associação
Conselho: Deve evitar-se a administração dos anti-inflamatórios não esteróides com derivados cumarinícos.

Precaução na associação VARFARINA SÓDICA - MESTEROLONA

Mecanismo de acção: A administração concomitante de androgénios e anabolizantes com derivados cumarínicos aumenta o risco de hemorragias.

Gravidade: Precaução na associação
Conselho: Recomenda-se precaução na administração dos fármacos e monitorização do sistema de coagulação do sangue.

Precaução na associação VARFARINA SÓDICA - METILFENIDATO

Mecanismo de acção: Estudos farmacológicos humanos revelaram que o Metilfenidato pode inibir o metabolismo dos anticoagulantes cumarínicos, alguns anticonvulsivantes (ex. Fenobarbitona, Fenitoína, Primidona), Fenilbutazona e antidepressores tricíclicos.

Gravidade: Precaução na associação
Conselho: Recomenda-se o controle clínico do doente. A dosagem destes fármacos pode ter de ser reduzida.

Precaução na associação VARFARINA SÓDICA - METILFENIDATO, CLORIDRATO

Mecanismo de acção: Estudos farmacológicos humanos revelaram que o Metilfenidato pode inibir o metabolismo dos anticoagulantes cumarínicos, alguns anticonvulsivantes (ex. Fenobarbitona, Fenitoína, Primidona), Fenilbutazona e antidepressores tricíclicos.

Gravidade: Precaução na associação
Conselho: Recomenda-se o controle clínico do doente. A dosagem destes fármacos pode ter de ser reduzida.

Precaução na associação VARFARINA SÓDICA - MIANSERINA

Mecanismo de acção: Pode verificar-se potenciação da ação do anticoagulante pelo facto da mianserina afectar o seu metabolismo.

Gravidade: Precaução na associação
Conselho: Esta associação requer precaução.

Precaução na associação VARFARINA SÓDICA - MIANSERINA, CLORIDRATO

Mecanismo de acção: Pode verificar-se potenciação da ação do anticoagulante pelo facto da mianserina afectar o seu metabolismo.

Gravidade: Precaução na associação
Conselho: Esta associação requer precaução.

Precaução na associação VARFARINA SÓDICA - MICONAZOL

Mecanismo de acção: Aumento dos efeitos dos anticoagulantes orais (descrito entre a Varfarina e o Itraconazol, o Fluconazol e o Miconazol) essencialmente por diminuição do catabolismo hepático. Interação de tipo farmacocinético por inibição enzimática. Esta interação verifica-se mesmo quando o antifúngico é administrado localmente.

Gravidade: Precaução na associação
Conselho: Caso se prescrevam os dois fármacos deve reforçar-se a vigilância do TP e do INR no início do tratamento com os antifúngicos referidos, durante ele e depois da sua interrupção.

Precaução na associação VARFARINA SÓDICA - MICONAZOL, NITRATO

Mecanismo de acção: Aumento dos efeitos dos anticoagulantes orais (descrito entre a Varfarina e o Itraconazol, o Fluconazol e o Miconazol) essencialmente por diminuição do catabolismo hepático. Interação de tipo farmacocinético por inibição enzimática. Esta interação verifica-se mesmo quando o antifúngico é administrado localmente.

Gravidade: Precaução na associação
Conselho: Caso se prescrevam os dois fármacos deve reforçar-se a vigilância do TP e do INR no início do tratamento com os antifúngicos referidos, durante ele e depois da sua interrupção.

Precaução na associação VARFARINA SÓDICA - MINOCICLINA

Mecanismo de acção: Risco de hemorragia por mecanismo desconhecido.

Gravidade: Precaução na associação
Conselho: Vigiar o TP ou o INR e ajustar a posologia no início do tratamento, mantendo a vigilância ao longo de toda a terapêutica.

Precaução na associação VARFARINA SÓDICA - MINOCICLINA, CLORIDRATO DI-HIDRATADO

Mecanismo de acção: Risco de hemorragia por mecanismo desconhecido.

Gravidade: Precaução na associação
Conselho: Vigiar o TP ou o INR e ajustar a posologia no início do tratamento, mantendo a vigilância ao longo de toda a terapêutica.

Precaução na associação VARFARINA SÓDICA - MODAFINIL

Mecanismo de acção: A <i>clearance</i> da Varfarina pode ser reduzida com a administração concomitante do Modafinil.

Gravidade: Precaução na associação
Conselho: Os tempos de protrombina deverão ser monitorizados regularmente durante os dois primeiros meses de utilização de Modafinil ou após alterações de dose.

Precaução na associação VARFARINA SÓDICA - MOXIFLOXACINA

Mecanismo de acção: Devido à sua forte afinidade para as proteínas, o produto associado pode deslocar os anticoagulantes orais, em particular com o Acenocumarol com a Ciprofloxacina, a Ofloxacina e a Norfloxacina. Risco de hemorragia.

Gravidade: Precaução na associação
Conselho: Vigiar o TP e/ou o INR e adaptar a posologia.

Precaução na associação VARFARINA SÓDICA - MOXIFLOXACINA, CLORIDRATO

Mecanismo de acção: Devido à sua forte afinidade para as proteínas, o produto associado pode deslocar os anticoagulantes orais, em particular com o Acenocumarol com a Ciprofloxacina, a Ofloxacina e a Norfloxacina. Risco de hemorragia.

Gravidade: Precaução na associação
Conselho: Vigiar o TP e/ou o INR e adaptar a posologia.

Precaução na associação VARFARINA SÓDICA - NABUMETONA

Mecanismo de acção: A administração de anticoagulantes orais com AINEs pode potenciar o efeito hemorrágico dos mesmos. Esta ação poderá dever-se à deslocação dos anticoagulantes da sua ligação às proteínas plasmáticas ou pelo facto dos AINEs serem agressivos para a mucosa gástrica aumentando o potencial hemorrágico.

Gravidade: Precaução na associação
Conselho: Deve evitar-se a administração dos anti-inflamatórios não esteróides com derivados cumarinícos.

Precaução na associação VARFARINA SÓDICA - NANDROLONA

Mecanismo de acção: A administração concomitante de androgénios e anabolizantes com derivados cumarínicos aumenta o risco de hemorragias.

Gravidade: Precaução na associação
Conselho: Recomenda-se precaução na administração dos fármacos e monitorização do sistema de coagulação do sangue.

Precaução na associação VARFARINA SÓDICA - NANDROLONA, DECANOATO

Mecanismo de acção: A administração concomitante de androgénios e anabolizantes com derivados cumarínicos aumenta o risco de hemorragias.

Gravidade: Precaução na associação
Conselho: Recomenda-se precaução na administração dos fármacos e monitorização do sistema de coagulação do sangue.

Precaução na associação VARFARINA SÓDICA - NAPROXENO

Mecanismo de acção: A administração de anticoagulantes orais com AINEs pode potenciar o efeito hemorrágico dos mesmos. Esta ação poderá dever-se à deslocação dos anticoagulantes da sua ligação às proteínas plasmáticas ou pelo facto dos AINEs serem agressivos para a mucosa gástrica aumentando o potencial hemorrágico.

Gravidade: Precaução na associação
Conselho: Deve evitar-se a administração dos anti-inflamatórios não esteróides com derivados cumarinícos.

Precaução na associação VARFARINA SÓDICA - NAPROXENO, SÓDIO

Mecanismo de acção: A administração de anticoagulantes orais com AINEs pode potenciar o efeito hemorrágico dos mesmos. Esta ação poderá dever-se à deslocação dos anticoagulantes da sua ligação às proteínas plasmáticas ou pelo facto dos AINEs serem agressivos para a mucosa gástrica aumentando o potencial hemorrágico.

Gravidade: Precaução na associação
Conselho: Deve evitar-se a administração dos anti-inflamatórios não esteróides com derivados cumarinícos.

Precaução na associação VARFARINA SÓDICA - NIMESULIDA

Mecanismo de acção: A administração de anticoagulantes orais com AINEs pode potenciar o efeito hemorrágico dos mesmos. Esta ação poderá dever-se à deslocação dos anticoagulantes da sua ligação às proteínas plasmáticas ou pelo facto dos AINEs serem agressivos para a mucosa gástrica aumentando o potencial hemorrágico.

Gravidade: Precaução na associação
Conselho: Deve evitar-se a administração dos anti-inflamatórios não esteróides com derivados cumarinícos.

Precaução na associação VARFARINA SÓDICA - NORFLOXACINA

Mecanismo de acção: Devido à sua forte afinidade para as proteínas, o produto associado pode deslocar os anticoagulantes orais, em particular com o Acenocumarol com a Ciprofloxacina, a Ofloxacina e a Norfloxacina. Risco de hemorragia.

Gravidade: Precaução na associação
Conselho: Vigiar o TP e/ou o INR e adaptar a posologia.

Precaução na associação VARFARINA SÓDICA - OFLOXACINA

Mecanismo de acção: Devido à sua forte afinidade para as proteínas, o produto associado pode deslocar os anticoagulantes orais, em particular com o Acenocumarol com a Ciprofloxacina, a Ofloxacina e a Norfloxacina. Risco de hemorragia.

Gravidade: Precaução na associação
Conselho: Vigiar o TP e/ou o INR e adaptar a posologia.

Precaução na associação VARFARINA SÓDICA - ORLISTATO

Mecanismo de acção: A associação pode conduzir ao aumento do risco de menorragias.

Gravidade: Precaução na associação
Conselho: Quando a Varfarina ou outros anticoagulantes forem administrados em associação com Orlistato, devem monitorizar-se os valores dos quocientes internacionais normalizados (INR).

Precaução na associação VARFARINA SÓDICA - OXITETRACICLINA

Mecanismo de acção: Risco de hemorragia por mecanismo desconhecido.

Gravidade: Precaução na associação
Conselho: Vigiar o TP ou o INR e ajustar a posologia no início do tratamento, mantendo a vigilância ao longo de toda a terapêutica.

Precaução na associação VARFARINA SÓDICA - OXITETRACICLINA, CLORIDRATO

Mecanismo de acção: Risco de hemorragia por mecanismo desconhecido.

Gravidade: Precaução na associação
Conselho: Vigiar o TP ou o INR e ajustar a posologia no início do tratamento, mantendo a vigilância ao longo de toda a terapêutica.

Precaução na associação VARFARINA SÓDICA - PARACETAMOL

Mecanismo de acção: Apesar de a relação não ser clara, a interação aparenta ser mais provável para doses de Paracetamol superiores a 2g/dia durante períodos iguais ou superiores a 1 semana. Doses ocasionais não aparentam causar qualquer tipo de interação.

Gravidade: Precaução na associação
Conselho: Recomenda-se que as doses de Paracetamol sejam limitadas na dosagem e no tempo. Convém recordar que os AINEs não constituem alternativa terapêutica.

Precaução na associação VARFARINA SÓDICA - PARECOXIB

Mecanismo de acção: Aumento do efeito do anticoagulante. Foram relatados episódios hemorrágicos associados a aumentos do tempo de protrombina, especialmente no idoso, em doentes a tomar Celecoxib concomitantemente com Varfarina. O mesmo foi constatado com outros inibidores seletivos da cox-2.

Gravidade: Precaução na associação
Conselho: A atividade anticoagulante deve ser monitorizada (TP e INR), particularmente nos primeiros dias de administração dos inibidores seletivos da cox-2 e quando a dose é alterada.

Precaução na associação VARFARINA SÓDICA - PARECOXIB SÓDICO

Mecanismo de acção: Aumento do efeito do anticoagulante. Foram relatados episódios hemorrágicos associados a aumentos do tempo de protrombina, especialmente no idoso, em doentes a tomar Celecoxib concomitantemente com Varfarina. O mesmo foi constatado com outros inibidores seletivos da cox-2.

Gravidade: Precaução na associação
Conselho: A atividade anticoagulante deve ser monitorizada (TP e INR), particularmente nos primeiros dias de administração dos inibidores seletivos da cox-2 e quando a dose é alterada.

Precaução na associação VARFARINA SÓDICA - PAROXETINA

Mecanismo de acção: A associação pode resultar em um aumento do TP, com consequente aumento do risco de hemorragia.

Gravidade: Precaução na associação
Conselho: Vigiar o TP ou o INR e ajustar a posologia, se necessário, ao longo da terapêutica.

Precaução na associação VARFARINA SÓDICA - PAROXETINA, CLORIDRATO ANIDRO

Mecanismo de acção: A associação pode resultar em um aumento do TP, com consequente aumento do risco de hemorragia.

Gravidade: Precaução na associação
Conselho: Vigiar o TP ou o INR e ajustar a posologia, se necessário, ao longo da terapêutica.

Precaução na associação VARFARINA SÓDICA - PAROXETINA, CLORIDRATO HEMIHIDRATADO

Mecanismo de acção: A associação pode resultar em um aumento do TP, com consequente aumento do risco de hemorragia.

Gravidade: Precaução na associação
Conselho: Vigiar o TP ou o INR e ajustar a posologia, se necessário, ao longo da terapêutica.

Precaução na associação VARFARINA SÓDICA - PIPERACILINA

Mecanismo de acção: As Penicilinas podem diminuir a resposta dos anticoagulantes orais.

Gravidade: Precaução na associação
Conselho: Na terapia concomitante, recomenda-se a monitorização dos tempos de protrombina e se necessário, o ajuste da dose do anticoagulante.

Precaução na associação VARFARINA SÓDICA - PIPERACILINA SÓDICA

Mecanismo de acção: As Penicilinas podem diminuir a resposta dos anticoagulantes orais.

Gravidade: Precaução na associação
Conselho: Na terapia concomitante, recomenda-se a monitorização dos tempos de protrombina e se necessário, o ajuste da dose do anticoagulante.

Precaução na associação VARFARINA SÓDICA - PIROXICAM

Mecanismo de acção: A administração de anticoagulantes orais com AINEs pode potenciar o efeito hemorrágico dos mesmos. Esta ação poderá dever-se à deslocação dos anticoagulantes da sua ligação às proteínas plasmáticas ou pelo facto dos AINEs serem agressivos para a mucosa gástrica aumentando o potencial hemorrágico.

Gravidade: Precaução na associação
Conselho: Deve evitar-se a administração dos anti-inflamatórios não esteróides com derivados cumarinícos.

Precaução na associação VARFARINA SÓDICA - PIROXICAM BETA-CICLODEXTRINA

Mecanismo de acção: A administração de anticoagulantes orais com AINEs pode potenciar o efeito hemorrágico dos mesmos. Esta ação poderá dever-se à deslocação dos anticoagulantes da sua ligação às proteínas plasmáticas ou pelo facto dos AINEs serem agressivos para a mucosa gástrica aumentando o potencial hemorrágico.

Gravidade: Precaução na associação
Conselho: Deve evitar-se a administração dos anti-inflamatórios não esteróides com derivados cumarinícos.

Precaução na associação VARFARINA SÓDICA - PROPAFENONA

Mecanismo de acção: Interação descrita unicamente para a Varfarina. Aumento do efeito anticoagulante e, por consequência, do risco de hemorragia, provavelmente por inibição do metabolismo oxidativo.

Gravidade: Precaução na associação
Conselho: Ajustar a posologia em função dos resultados do INR e/ou do tempo de protrombina, no início do tratamento pela Propafenona, e durante o tratamento e no seu fim.

Precaução na associação VARFARINA SÓDICA - PROPAFENONA, CLORIDRATO

Mecanismo de acção: Interação descrita unicamente para a Varfarina. Aumento do efeito anticoagulante e, por consequência, do risco de hemorragia, provavelmente por inibição do metabolismo oxidativo.

Gravidade: Precaução na associação
Conselho: Ajustar a posologia em função dos resultados do INR e/ou do tempo de protrombina, no início do tratamento pela Propafenona, e durante o tratamento e no seu fim.

Precaução na associação VARFARINA SÓDICA - PROPILTIOURACILO

Mecanismo de acção: A administração concomitante de Anticoagulantes orais e Antitiroideus pode diminuir a eficácia anticoagulante.

Gravidade: Precaução na associação
Conselho: Recomenda-se precaução na administração dos fármacos e monitorização do Tempo de Protrombina do paciente. Se necessário, aumentar a dose de anticoagulante.

Precaução na associação VARFARINA SÓDICA - PRULIFLOXACINA

Mecanismo de acção: Devido à sua forte afinidade para as proteínas, o produto associado pode deslocar os anticoagulantes orais, em particular com o Acenocumarol com a Ciprofloxacina, a Ofloxacina e a Norfloxacina. Risco de hemorragia.

Gravidade: Precaução na associação
Conselho: Vigiar o TP e/ou o INR e adaptar a posologia.

Precaução na associação VARFARINA SÓDICA - QUININA

Mecanismo de acção: A quinina potencia a ação dos anticoagulantes orais, nomeadamente da Varfarina e o Acenocumarol. Esta deprime enzimas hepáticas que sintetizam a vitamina K dependentes de factores coagulantes e deste modo pode causar uma potenciação da ação dos anticoagulantes orais.

Gravidade: Precaução na associação
Conselho: Não se recomenda a administração conjunta destes fármacos. Se necessário, controlar minuciosamente o tempo de protrombina no paciente. Pode ser necessário proceder ao ajuste de dose dos anticoagulantes.

Precaução na associação VARFARINA SÓDICA - QUININA, SULFATO

Mecanismo de acção: A quinina potencia a ação dos anticoagulantes orais, nomeadamente da Varfarina e o Acenocumarol. Esta deprime enzimas hepáticas que sintetizam a vitamina K dependentes de factores coagulantes e deste modo pode causar uma potenciação da ação dos anticoagulantes orais.

Gravidade: Precaução na associação
Conselho: Não se recomenda a administração conjunta destes fármacos. Se necessário, controlar minuciosamente o tempo de protrombina no paciente. Pode ser necessário proceder ao ajuste de dose dos anticoagulantes.

Precaução na associação VARFARINA SÓDICA - RALOXIFENO

Mecanismo de acção: A administração concomitante de raloxifeno e varfarina não altera a fármacocinética de nenhum destes fármacos. No entanto foram observadas ligeiras diminuições no tempo da protrombina. Se o tratamento de raloxifeno for iniciado em doentes já sujeitos a terapêutica anticoagulante com cumarina, podem observar-se alterações no tempo de protrombina durante várias semanas.

Gravidade: Precaução na associação
Conselho: Assim se o raloxifeno for administrado concomitantemente com a varfarina, ou outros derivados cumarínicos, o tempo de protrombina deve ser monitorizado.

Precaução na associação VARFARINA SÓDICA - RALOXIFENO, CLORIDRATO

Mecanismo de acção: A administração concomitante de raloxifeno e varfarina não altera a fármacocinética de nenhum destes fármacos. No entanto foram observadas ligeiras diminuições no tempo da protrombina. Se o tratamento de raloxifeno for iniciado em doentes já sujeitos a terapêutica anticoagulante com cumarina, podem observar-se alterações no tempo de protrombina durante várias semanas.

Gravidade: Precaução na associação
Conselho: Assim se o raloxifeno for administrado concomitantemente com a varfarina, ou outros derivados cumarínicos, o tempo de protrombina deve ser monitorizado.

Precaução na associação VARFARINA SÓDICA - RIFAMICINA

Mecanismo de acção: A Rifamicina é um indutor enzimático do citocromo P-450, como tal acelera o metabolismo dos anticoagulantes orais.

Gravidade: Precaução na associação
Conselho: Recomenda-se a monitorização do paciente e, se necessário, o ajuste de dose.

Precaução na associação VARFARINA SÓDICA - RIFAMPICINA

Mecanismo de acção: Estes compostos são indutores enzimáticos e, desta forma, provocam aceleração do metabolismo hepático do anticoagulante. A indução enzimática não é um fenómeno imediato sendo necessário que o tratamento com indutores esteja estabelecido há pelo menos dez dias para que o efeito se manifeste.

Gravidade: Precaução na associação
Conselho: A adaptação posológica deve ter em conta este efeito e a vigilância laboratorial (INR e TP) deve ser mais frequente ao longo de todo o tratamento.

Precaução na associação VARFARINA SÓDICA - ROSUVASTATINA

Mecanismo de acção: A administração concomitante de estatinas e Varfarina pode causar alterações no TP e INR.

Gravidade: Precaução na associação
Conselho: Os doentes medicados com Varfarina devem ser vigiados quando se adiciona uma estatina ao seu tratamento.

Precaução na associação VARFARINA SÓDICA - ROSUVASTATINA CÁLCICA

Mecanismo de acção: A administração concomitante de estatinas e Varfarina pode causar alterações no TP e INR.

Gravidade: Precaução na associação
Conselho: Os doentes medicados com Varfarina devem ser vigiados quando se adiciona uma estatina ao seu tratamento.

Precaução na associação VARFARINA SÓDICA - SERTRALINA

Mecanismo de acção: A associação pode resultar em um aumento do TP, com consequente aumento do risco de hemorragia.

Gravidade: Precaução na associação
Conselho: Vigiar o TP ou o INR e ajustar a posologia, se necessário, ao longo da terapêutica.

Precaução na associação VARFARINA SÓDICA - SERTRALINA, CLORIDRATO

Mecanismo de acção: A associação pode resultar em um aumento do TP, com consequente aumento do risco de hemorragia.

Gravidade: Precaução na associação
Conselho: Vigiar o TP ou o INR e ajustar a posologia, se necessário, ao longo da terapêutica.

Precaução na associação VARFARINA SÓDICA - SINVASTATINA

Mecanismo de acção: A administração concomitante de estatinas e Varfarina pode causar alterações no TP e INR.

Gravidade: Precaução na associação
Conselho: Os doentes medicados com Varfarina devem ser vigiados quando se adiciona uma estatina ao seu tratamento.

Precaução na associação VARFARINA SÓDICA - SORAFENIB

Mecanismo de acção: O Sorafenib inibe o CYP2C9. As concentrações da Varfarina, um substrato do CYP2C9, podem estar aumentadas quando administrada com o Sorafenib.

Gravidade: Precaução na associação
Conselho: Os pacientes a tomar Varfarina e Sorafenib devem monitorizar regularmente a TIN (Taxa Internacional Normalizada).

Precaução na associação VARFARINA SÓDICA - SORAFENIB, TOSILATO

Mecanismo de acção: O Sorafenib inibe o CYP2C9. As concentrações da Varfarina, um substrato do CYP2C9, podem estar aumentadas quando administrada com o Sorafenib.

Gravidade: Precaução na associação
Conselho: Os pacientes a tomar Varfarina e Sorafenib devem monitorizar regularmente a TIN (Taxa Internacional Normalizada).

Precaução na associação VARFARINA SÓDICA - SUCRALFATO

Mecanismo de acção: Diminuição da absorção destes fármacos na presença do Sucralfato. (Interação de tipo farmacocinético ao nível da absorção).

Gravidade: Precaução na associação
Conselho: Aconselhar o doente a respeitar um intervalo de 2 horas entre as tomas dos dois fármacos.

Precaução na associação VARFARINA SÓDICA - SULFATO SÓDICO DE CONDROITINA

Mecanismo de acção: A associação de Condroitina e substâncias anticoagulantes pode potenciar os efeitos anticoagulantes.

Gravidade: Precaução na associação
Conselho: Recomenda-se monitorizar os valores de INR do paciente.

Precaução na associação VARFARINA SÓDICA - SULODEXIDA

Mecanismo de acção: Administrado concomitantemente, a Sulodexida pode aumentar o efeito anticoagulante das heparinas e anticoagulantes orais.

Gravidade: Precaução na associação
Conselho: Recomenda-se precaução na administração das substâncias ativas.

Precaução na associação VARFARINA SÓDICA - SUNITINIB

Mecanismo de acção: Observou-se hemorragia raramente quando o Sunitinib foi associado a Anticoagulantes como Acenocumarol e Varfarina.

Gravidade: Precaução na associação
Conselho: Monitorizar periodicamente os factores de coagulação (tempo de protrombina/Relação Internacional Normalizada (INR)) e contagem completa das células sanguíneas (plaquetas).

Precaução na associação VARFARINA SÓDICA - SUNITINIB, MALATO

Mecanismo de acção: Observou-se hemorragia raramente quando o Sunitinib foi associado a Anticoagulantes como Acenocumarol e Varfarina.

Gravidade: Precaução na associação
Conselho: Monitorizar periodicamente os factores de coagulação (tempo de protrombina/Relação Internacional Normalizada (INR)) e contagem completa das células sanguíneas (plaquetas).

Precaução na associação VARFARINA SÓDICA - TAMOXIFENO

Mecanismo de acção: Verificou-se que quer o Acenocumarol, quer a Varfarina sofrem um aumento notável quando são administrados em simultâneo com o Tamoxifeno. É possível que agentes antineoplásicos inibam o metabolismo hepático dos anticoagulantes, dando lugar à acumulação destes fármacos com o risco de hemorragia.

Gravidade: Precaução na associação
Conselho: Recomenda-se controlar estreitamente os efeitos do Tamoxifeno, bem como reduzir as doses do anticoagulante ajustando-as ao TP.

Precaução na associação VARFARINA SÓDICA - TAMOXIFENO, CITRATO

Mecanismo de acção: Verificou-se que quer o Acenocumarol, quer a Varfarina sofrem um aumento notável quando são administrados em simultâneo com o Tamoxifeno. É possível que agentes antineoplásicos inibam o metabolismo hepático dos anticoagulantes, dando lugar à acumulação destes fármacos com o risco de hemorragia.

Gravidade: Precaução na associação
Conselho: Recomenda-se controlar estreitamente os efeitos do Tamoxifeno, bem como reduzir as doses do anticoagulante ajustando-as ao TP.

Precaução na associação VARFARINA SÓDICA - TELITROMICINA

Mecanismo de acção: Aumento do risco de hemorragia (em particular com a Varfarina) por diminuição do metabolismo.

Gravidade: Precaução na associação
Conselho: Com esta associação, deverá vigiar-se o INR e o TP durante o tratamento com os macrólidos e depois do mesmo.

Precaução na associação VARFARINA SÓDICA - TENOXICAM

Mecanismo de acção: A administração de anticoagulantes orais com AINEs pode potenciar o efeito hemorrágico dos mesmos. Esta ação poderá dever-se à deslocação dos anticoagulantes da sua ligação às proteínas plasmáticas ou pelo facto dos AINEs serem agressivos para a mucosa gástrica aumentando o potencial hemorrágico.

Gravidade: Precaução na associação
Conselho: Deve evitar-se a administração dos anti-inflamatórios não esteróides com derivados cumarinícos.

Precaução na associação VARFARINA SÓDICA - TERAZOSINA

Mecanismo de acção: A Terazosina liga-se fortemente às proteínas plasmáticas o que sugere um potencial teórico para interação com medicamentos como os anticoagulantes e os anti-inflamatórios não esteróides, a qual leva a um aumento das concentrações plasmáticas do fármaco.

Gravidade: Precaução na associação
Conselho: Esta associação deve ser vigiada.

Precaução na associação VARFARINA SÓDICA - TERAZOSINA, CLORIDRATO DI-HIDRATO

Mecanismo de acção: A Terazosina liga-se fortemente às proteínas plasmáticas o que sugere um potencial teórico para interação com medicamentos como os anticoagulantes e os anti-inflamatórios não esteróides, a qual leva a um aumento das concentrações plasmáticas do fármaco.

Gravidade: Precaução na associação
Conselho: Esta associação deve ser vigiada.

Precaução na associação VARFARINA SÓDICA - TESTOSTERONA

Mecanismo de acção: A administração concomitante de androgénios e anabolizantes com derivados cumarínicos aumenta o risco de hemorragias.

Gravidade: Precaução na associação
Conselho: Recomenda-se precaução na administração dos fármacos e monitorização do sistema de coagulação do sangue.

Precaução na associação VARFARINA SÓDICA - TESTOSTERONA, DECANOATO

Mecanismo de acção: A administração concomitante de androgénios e anabolizantes com derivados cumarínicos aumenta o risco de hemorragias.

Gravidade: Precaução na associação
Conselho: Recomenda-se precaução na administração dos fármacos e monitorização do sistema de coagulação do sangue.

Precaução na associação VARFARINA SÓDICA - TESTOSTERONA, ENANTATO

Mecanismo de acção: A administração concomitante de androgénios e anabolizantes com derivados cumarínicos aumenta o risco de hemorragias.

Gravidade: Precaução na associação
Conselho: Recomenda-se precaução na administração dos fármacos e monitorização do sistema de coagulação do sangue.

Precaução na associação VARFARINA SÓDICA - TESTOSTERONA, FENILPROPIONATO

Mecanismo de acção: A administração concomitante de androgénios e anabolizantes com derivados cumarínicos aumenta o risco de hemorragias.

Gravidade: Precaução na associação
Conselho: Recomenda-se precaução na administração dos fármacos e monitorização do sistema de coagulação do sangue.

Precaução na associação VARFARINA SÓDICA - TESTOSTERONA, ISOCAPROATO

Mecanismo de acção: A administração concomitante de androgénios e anabolizantes com derivados cumarínicos aumenta o risco de hemorragias.

Gravidade: Precaução na associação
Conselho: Recomenda-se precaução na administração dos fármacos e monitorização do sistema de coagulação do sangue.

Precaução na associação VARFARINA SÓDICA - TESTOSTERONA, PROPIONATO

Mecanismo de acção: A administração concomitante de androgénios e anabolizantes com derivados cumarínicos aumenta o risco de hemorragias.

Gravidade: Precaução na associação
Conselho: Recomenda-se precaução na administração dos fármacos e monitorização do sistema de coagulação do sangue.

Precaução na associação VARFARINA SÓDICA - TIAMAZOL

Mecanismo de acção: A administração concomitante de Anticoagulantes orais e Antitiroideus pode diminuir a eficácia anticoagulante.

Gravidade: Precaução na associação
Conselho: Recomenda-se precaução na administração dos fármacos e monitorização do Tempo de Protrombina do paciente. Se necessário, aumentar a dose de anticoagulante.

Precaução na associação VARFARINA SÓDICA - TIBOLONA

Mecanismo de acção: Uma vez que a Tibolona pode aumentar a atividade fibrinolítica do sangue (níveis mais baixos de fibrogénio e valores mais elevados de AT III de plasminogénio e da atividade fibrinolítica) pode potenciar a ação dos anticoagulantes.

Gravidade: Precaução na associação
Conselho: Recomenda-se o controle clínico do doente.

Precaução na associação VARFARINA SÓDICA - TIGECICLINA

Mecanismo de acção: Risco de hemorragia por mecanismo desconhecido.

Gravidade: Precaução na associação
Conselho: Vigiar o TP ou o INR e ajustar a posologia no início do tratamento, mantendo a vigilância ao longo de toda a terapêutica.

Precaução na associação VARFARINA SÓDICA - TINIDAZOL

Mecanismo de acção: O Tinidazol demonstrou potenciar os efeitos dos anticoagulantes orais.

Gravidade: Precaução na associação
Conselho: Recomenda-se a monitorização do tempo de protrombina e ajustar a dose sempre que necessário.

Precaução na associação VARFARINA SÓDICA - TOCILIZUMAB

Mecanismo de acção: A expressão de enzimas hepáticas CYP450 é suprimida por citocinas, tais como a IL-6, que estimulam a inflamação crónica. Assim, a expressão do CYP450 pode ser invertida quando se introduz uma potente terapêutica inibidora das citocinas, tal como o tocilizumab. Deste modo ao iniciar, ou interromper, tratamento com tocilizumab, os doentes que tomem medicamentos ajustados individualmente e metabolizados via CYP450 3A4, 1A2 ou 2C9 devem ser monitorizados, pois pode haver necessidade de aumento de doses para manter o efeito terapêutico. Dada a longa semi-vida (t1/2) de eliminação, o efeito de tocilizumab na atividade enzimática do CYP450 pode persistir durante várias semanas após a interrupção da terapêutica.

Gravidade: Precaução na associação
Conselho: Recomenda-se monitorização do doente a fim ajustar a dose caso seja necessário.

Precaução na associação VARFARINA SÓDICA - TOCOFEROL

Mecanismo de acção: A utilização simultânea de varfarina e vitamina E pode resultar num aumento do risco de hemorragia.

Gravidade: Precaução na associação
Conselho: Monitorizar os valores de INR. Ajustes na dose da varfarina podem ser necessários a fim de manter o efeito de anticoagulação desejável.

Precaução na associação VARFARINA SÓDICA - TOCOFEROL, ACETATO

Mecanismo de acção: A utilização simultânea de varfarina e vitamina E pode resultar num aumento do risco de hemorragia.

Gravidade: Precaução na associação
Conselho: Monitorizar os valores de INR. Ajustes na dose da varfarina podem ser necessários a fim de manter o efeito de anticoagulação desejável.

Precaução na associação VARFARINA SÓDICA - TRAMADOL

Mecanismo de acção: Devem tomar-se precauções especiais durante a administração concomitante de Tramadol e derivados da cumarina (ex: Varfarina). Verificaram-se grandes hemorragias e equimoses em alguns pacientes.

Gravidade: Precaução na associação
Conselho: efetuar-se um controlo do INR para avaliar possíveis ajustes de dose da Varfarina.

Precaução na associação VARFARINA SÓDICA - TRAMADOL, CLORIDRATO

Mecanismo de acção: Devem tomar-se precauções especiais durante a administração concomitante de Tramadol e derivados da cumarina (ex: Varfarina). Verificaram-se grandes hemorragias e equimoses em alguns pacientes.

Gravidade: Precaução na associação
Conselho: efetuar-se um controlo do INR para avaliar possíveis ajustes de dose da Varfarina.

Precaução na associação VARFARINA SÓDICA - UBIDECARRENONA

Mecanismo de acção: A administração de Ubidecarrenona pode promover a redução anticoagulante da Varfarina, dado a semelhança estrutural que a apresenta com a Vitamina K2.

Gravidade: Precaução na associação
Conselho: Recomenda-se precaução na coadministração das substâncias e monitorização do paciente.

Precaução na associação VARFARINA SÓDICA - VALERATO DE ESTRADIOL

Mecanismo de acção: O metabolismo hepático do Acenocumarol/Varfarina é inibido como consequência do bloqueio do citocromo P450 por parte do Estradiol. Por outro lado o Estradiol aumenta a síntese de certos factores de coagulação (especialmente X e o fibrinogénio). Como consequência pode verificar-se uma diminuição do efeito anticoagulante, no entanto há casos descritos em que se verifica uma potenciação da ação.

Gravidade: Precaução na associação
Conselho: De um modo geral os anticoncecionais estão contra-indicados em pacientes com transtornos tromboembólicos, sendo conveniente recorrer a outra(s) medida(s) anticoncecionais. No entanto caso se recorra à sua utilização simultânea deve-se vigiar o doente quanto à resposta terapêutica ao antiacoagulante.

Precaução na associação VARFARINA SÓDICA - VITAMINA C

Mecanismo de acção: A administração de doses elevadas de vitamina C pode originar diarreia, pelo que a absorção da Varfarina pode estar diminuída.

Gravidade: Precaução na associação
Conselho: Sugere-se controlar a atividade anticoagulante.

Precaução na associação VARFARINA SÓDICA - VITAMINA E

Mecanismo de acção: A utilização simultânea de varfarina e vitamina E pode resultar num aumento do risco de hemorragia.

Gravidade: Precaução na associação
Conselho: Monitorizar os valores de INR. Ajustes na dose da varfarina podem ser necessários a fim de manter o efeito de anticoagulação desejável.

Precaução na associação VARFARINA SÓDICA - VORICONAZOL

Mecanismo de acção: Aumento dos efeitos dos anticoagulantes orais (descrito entre a Varfarina e o Itraconazol, o Fluconazol e o Miconazol) essencialmente por diminuição do catabolismo hepático. Interação de tipo farmacocinético por inibição enzimática. Esta interação verifica-se mesmo quando o antifúngico é administrado localmente.

Gravidade: Precaução na associação
Conselho: Caso se prescrevam os dois fármacos deve reforçar-se a vigilância do TP e do INR no início do tratamento com os antifúngicos referidos, durante ele e depois da sua interrupção.

Precaução na associação VARFARINA SÓDICA - ZAFIRLUCASTE

Mecanismo de acção: A coadministração com Varfarina resulta num aumento do tempo máximo de protrombina em aproximadamente 35%.

Gravidade: Precaução na associação
Conselho: Recomenda-se monitorizar cuidadosamente o tempo de protrombina.

Risco mínimo VARFARINA SÓDICA - COLESTIRAMINA

Mecanismo de acção: A Colestiramina reduz a absorção intestinal, nomeadamente por interrupção da circulação entero-hepática. Assim resulta uma diminuição da concentração plasmática da Varfarina e um aumento do TP.

Gravidade: Risco mínimo
Conselho: Associação recomendada no tratamento da intoxicação por derivados cumarínicos. A Colestiramina pode aumentar acentuadamente a eliminação do fármaco.

Risco mínimo VARFARINA SÓDICA - MESSALAZINA

Mecanismo de acção: A associação com anticoagulantes cumarínicos pode conduzir a uma potenciação do efeito anticoagulante, aumentando o risco de hemorragias digestivas.

Gravidade: Risco mínimo
Conselho: Vigiar o o tempo de protrombina.

Risco mínimo VARFARINA SÓDICA - SULFASSALAZINA

Mecanismo de acção: A associação com anticoagulantes cumarínicos pode conduzir a uma potenciação do efeito anticoagulante, aumentando o risco de hemorragias digestivas.

Gravidade: Risco mínimo
Conselho: Vigiar o o tempo de protrombina.

Risco mínimo VARFARINA SÓDICA - TRASTUZUMAB

Mecanismo de acção: Interação não totalmente estabelecida. Em duas doentes com cancro da mama de estadio avançado e que se encontravam estabilizadas com varfarina desenvolveram uma hipoprotrombinemia extrema dois meses após o início da terapêutica com trastuzumab. O mecanismo da interação é desconhecido. Assim a associação poderá resultar em um aumento do risco de hemorragia.

Gravidade: Risco mínimo
Conselho: O INR deve ser monitorizado de forma a avaliar a estabilidade do anticoagulante. Poderão ser necessários ajuste de dose para a varfarina.

© UBM Medica Portugal   |  Campo Grande, 56 - 6º A | 1700-093 Lisboa  |  Tel. 21 799 07 60  |  Fax: 21 799 07 69