Registe-se grátis
Nome País
Apelidos Código Postal
E-mail Profissão
Palavra-chave
Repetir palavra-chave
Especialidade
   
Enviar dados significa que está de acordo com a Política de Privacidade de SIMPOSIUM/UBM Medica Portugal e que foi devidamente informado.
Reenviar a palavra-passe!
  • Introduza o endereço de e-mail com que se registou em Simposium.pt, e enviaremos de imediato uma nova palavra-passe.
   
    
    


DOL-U-RON Forte


Cáps. 500 mg + 30 mg

  1. Dados Gerais
  2. Monografia
  3. Interacções
  4. Equivalências Internacionais
  5. Representante



<div class="monohtml"> <div class="WordSection1"> <p class="producto"><span lang="ES-TRAD">DOL-U-RON<sup>®</sup> FORTE</span></p> <p class="Galnica"><span lang="ES-TRAD">500 mg + 30 mg Cápsulas</span></p> <p class="Galnica">1000 mg + 60 mg Supositórios</p> <p class="Apartado2"><a id="apartado_1">COMPOSIÇÃO QUALITATIVA E QUANTITATIVA</a></p> <p class="MsoNormal">Cada cápsula contém 500&nbsp;mg de paracetamol e 30&nbsp;mg de fosfato de codeína.</p> <p class="MsoNormal">Dol-u-ron<sup>®</sup> Forte supositórios. Cada supositório contém 1000&nbsp;mg de paracetamol e 60&nbsp;mg de fosfato de codeína.</p> <p class="Apartado2"><a id="apartado_2">INDICAÇÕES TERAPÊUTICAS</a></p> <p class="MsoNormal">Dol-u-ron<sup>®</sup> Forte está indicado no tratamento de situações de dores de moderada a grande intensidade.</p> <p class="Apartado2"><a id="apartado_3">POSOLOGIA E MODO DE ADMINISTRAÇÃO</a></p> <p class="MsoNormal"><i>Modo de administração:</i> Via oral (Cápsulas). Via rectal (Supositórios).</p> <p class="MsoNormal"><i>Posologia:</i> 1-2 cápsulas ou 1 supositório, até 3 vezes por dia. Dose máxima diária: 4&nbsp;g paracetamol, 240&nbsp;mg fosfato de codeína.</p> <p class="MsoNormal">As cápsulas devem ser tomadas com líquido suficiente, de preferência entre as refeições e os supositórios devem ser inseridos profundamente no recto.</p> <p class="Apartado2"><a id="apartado_4">CONTRA-INDICAÇÕES</a></p> <p class="MsoNormal">Hipersensibilidade às substâncias activas ou a qualquer dos excipientes; insuficiência renal ou hepática agudas; deficiência em desidrogenase da gluxose-6-fosfato, assim como nas situações clínicas em que se deve evitar depressão do centro respiratório e da função respiratória.</p> <p class="MsoNormal">Dol-u-ron<sup>®</sup> Forte não deverá ser utilizado em casos de condição associada a pressão intracraneal aumentada e em doentes com alterações de consciência ou dependência de derivados opióides.</p> <p class="MsoNormal">As cápsulas estão contra-indicadas em crianças.</p> <p class="Apartado2"><a id="apartado_5">ADVERTÊNCIAS E PRECAUÇÕES ESPECIAIS DE UTILIZAÇÃO</a></p> <p class="MsoNormal">Em tratamentos prolongados, poderá induzir dependência ao fosfato de codeína.</p> <p class="MsoNormal">Em caso de obstipação crónica, Dol-u-ron<sup>®</sup> Forte não deve ser tomado durante um longo período de tempo.</p> <p class="MsoNormal"><i>Nas seguintes situações deverá ser adoptada uma redução da dose ou um maior intervalo entre as administrações:</i> insuficiência hepática, síndrome de Gilbert (hiperbilirubinémia constitucional), insuficiência renal, hemodialisados.</p> <p class="MsoNormal">Em caso de suspeita de sobredosagem deverá consultar o médico de imediato.</p> <p class="Apartado2"><a id="apartado_6">INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS E OUTRAS FORMAS DE INTERACÇÃO</a></p> <p class="MsoNormal"><b><i>Interacções:</i></b></p> <p class="MsoNormal">Dol-u-ron<sup>®</sup> Forte pode intensificar o efeito de medicamento com acção depressora do sistema nervoso central, tais como sedativos, hipnóticos, alguns analgésicos, anti-histamínicos, neurolépticos e antidepressivos ou álcool.</p> <p class="MsoNormal"><i>A toma de paracetamol com os seguintes medicamentos ou condições pode provocar ou agravar a lesão hepática (aumentam a indução enzimática):</i> determinados hipnóticos e anti-epilépticos (incluindo fenobarbitona, fenitoína, carbamazepina), rifampicina e em situações de abuso de álcool.</p> <p class="MsoNormal">Quando o paracetamol é administrado simultaneamente com agentes que causam atraso no esvaziamento gástrico, p. ex. propantelina, a absorção e o início de acção do paracetamol podem ser retardados.</p> <p class="MsoNormal">A ingestão simultânea de fármacos que provocam a aceleração do esvaziamento gástrico, p. ex. metoclopramida e domperidona, aumenta a absorção e antecipa o início de acção do paracetamol.</p> <p class="MsoNormal">A administração simultânea de paracetamol e cloranfenicol pode aumentar o tempo de semi-vida, aumentando o risco de toxicidade.</p> <p class="MsoNormal">A administração prolongada de paracetamol em doentes em tratamento com anticoagulantes orais apenas deve ser efectuado mediante monitorização clínica.</p> <p class="MsoNormal">Foi observada a potenciação dos efeitos da varfarina com a toma continuada de doses elevadas de paracetamol. A administração concomitante de paracetamol e AZT (zidovudina) pode aumentar a incidência ou o agravamento de neutropénia.</p> <p class="Apartado2"><a id="apartado_7">EFEITOS INDESEJÁVEIS</a></p> <p class="MsoNormal">Náusea e/ou vómito (frequente no início do tratamento), xerostomia, obstipação, fadiga, cefaleia moderada, distúrbios do sono, depressão respiratória (após doses elevadas e em doentes com pressão intracranial elevada ou traumatismo craniano), euforia (doses elevadas), descoordenação visomotora (doses elevadas), risco de dependência (após administração prolongada de doses elevadas), prurido, eritema, exantema alérgico, urticária, respiração ofegante, edema pulmonar (doses elevadas, principalmente em doentes com disfunção pulmonar pré-existente), broncospasmo (asma induzida por analgésicos), queda brusca da tensão arterial, síncope (doses elevadas), zumbidos, alteração da acuidade visual (doses elevadas), trombocitopénia alérgica, leucopenia, agranulocitose, pancitopenia, reacções de hipersensibilidade tais como edema de Quincke, dispneia, sudorese, náusea, queda brusca da tensão arterial incluindo choque.</p> <p class="Apartado2"><a id="apartado_8">TITULAR DA AUTORIZAÇÃO DE INTRODUÇÃO NO MERCADO</a></p> <p class="MsoNormal">Bene farmacêutica, Lda.,</p> <p class="MsoNormal">Av. D. João II Lote 1.06.2.2.C &#8211; 1º B</p> <p class="MsoNormal">1990-095 Lisboa.</p> <p class="Apartado2"><a id="apartado_9">DATA DA REVISÃO</a></p> <p class="MsoNormal">RCM resumido de Dol-u-ron Forte cápsulas e supositórios, Versão 1.0, datada de 30 de Julho de 2010.</p> <p class="Apartado2"><a id="apartado_10">APRESENTAÇÃO E PREÇOS</a></p> <p class="MsoNormal">&nbsp;</p> <p class="endtab">&nbsp;</p> <p class="MSRM">Medicamento sujeito a receita médica.</p> <p class="Infogeneral">Para mais informações deverá contactar o Titular da AIM.</p> </div> </div>



Publicidade Institucional



© Simposium Digital Healthcare   |  Campo Grande, 56 - 9º A | 1700-093 Lisboa  |  Tel. 21 799 07 60